Televisão

Aperte o cinto: “Snowpiercer” está de volta à Netflix para a segunda temporada

A aventura continua, agora com um novo comboio e o vilão líder presente. São dez novos episódios para ver.
Wilford será central nesta segunda temporada.

A história de ficção científica de “Snowpiercer” está de volta à Netflix com a segunda temporada — que foi gravada ainda antes da estreia da primeira (e da pandemia). São dez novos episódios para ver a partir desta terça-feira, 26 de janeiro.

No final da primeira temporada, as forças revolucionárias lideradas pelo ex-polícia Andre Layton (Daveed Diggs) finalmente conseguiram tomar o controlo do comboio e triunfar sobre a classe dominante.

Mas quando Layton e a chefe de hospitalidade Melanie Cavill (Jennifer Connelly) se juntaram para criar uma nova ordem democrática no comboio, os passageiros descobriram algo inesperado: há um segundo comboio a fazer a viagem, que está sob o controlo do misterioso senhor Wilford.

Wilford é o fundador e proprietário dos comboios, que estão a circular permanentemente pelo mundo — gélido e inabitável, depois de uma catástrofe que aniquilou quase toda a humanidade e vida terrestre no geral.

Esta nova Idade do Gelo foi provocada pelo uso de uma substância que tinha como objetivo travar o aquecimento global, lançada na atmosfera por vários países, e que originou o fim do mundo. Toda a sociedade que restou vive num comboio ultra tecnológico, que nunca pára e atravessa o mundo em repetição permanente, enquanto lá fora só há gelo, ruínas e morte.

No filme de 2013 realizado por Bong Joon Ho — adaptado das mesmas novelas gráficas de culto que criaram esta distopia — Wilford é um homem excêntrico ao comando do comboio, num papel interpretado por Ed Harris.

Desta vez, é Sean Bean (“A Guerra dos Tronos”, “O Senhor dos Anéis”) que assume a personagem — a sua versão é egocêntrica, divertida e bem-vestida, embora se trate claramente de um vilão.

Com Wilford chega também Alexandra Cavill, a filha de Melanie Cavill, que é interpretada por Rowan Blanchard. Ela foi criada por Wilford, que é a sua grande figura paternal.

“Aquilo que não sabemos no início da temporada é o que Wilford fez à sua mente”, disse um produtor executivo da série, Graeme Manson, em declarações à revista “Entertainment Weekly”. “Como é que Wilford a virou contra Melanie? Alex fica nesta posição entre a mãe de quem tem saudades e a única figura paternal que alguma vez conheceu. Onde e como é que Alex vai ficar é uma grande, grande, grande parte desta temporada.”

Sabemos que muitos dos passageiros vão estar divididos entre a lealdade que têm a Layton e a que têm a Wilford (que tem tecnologia mais avançada e planos concretos para o que quer fazer), pelo que isso vai criar alguma tensão na narrativa.

Leia também o artigo da NiT sobre a história nunca contada da portuguesa que trabalha há décadas com as estrelas de Hollywood (e que trabalhou na série de “Snowpiercer”).

Carregue na galeria para conhecer outras das principais novidades da televisão (e do streaming) para este mês de janeiro.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT