Televisão

Baixe as expetativas: o novo especial de “Friends” não vai ser um episódio de ficção

Em “Friends: The Reunion”, que vai poder ver esta quinta-feira na HBO, os atores não vão interpretar as famosas personagens.
Não se sabe qual é a duração.

Monica, Phoebe, Rachel, Chandler, Joey e Ross juntam-se finalmente no mesmo sofá — no estúdio onde tudo aconteceu, o Stage 24, da Warner Bros., em Burbank, na Califórnia. Só que nesta reunião especial de “Friends” vão estar simplesmente como Courteney Cox, Lisa Kudrow, Jennifer Aniston, Matthew Perry, Matt LeBlanc e David Schwimmer.

Os atores não vão interpretar as suas personagens icónicas da comédia que começou em 1994 e durou dez anos. Por isso, não crie grandes expetativas. Decore isto: “Friends: The Reunion” vai simplesmente reunir os atores, que prometem fazer uma viagem nostálgica ao passado e trocar experiências e impressões — mas não vai ter ficção.

“Eu vou ser o David. Nada está escrito, e nós não estamos em personagem”, assegurou Schwimmer, numa entrevista ao programa de Graham Norton, em abril, apesar de ter deixado um indício de que vai acontecer pelo menos um momento diferente. “Somos todos nós próprios, embora haja uma parte da reunião de que não posso falar, mas todos lemos alguma coisa.”

A revista “People” avançou mais tarde, já neste mês de maio, que os seis amigos vão ler um excerto do icónico episódio “The One With the Jellyfish” — e que vai existir uma recriação do jogo de trivia da quarta temporada em que Rachel e Monica apostam o seu apartamento e perdem desastrosamente.

O especial estreia esta quinta-feira, 27 de maio, na HBO Portugal — a plataforma de streaming onde também pode revisitar as dez temporadas da produção. A HBO nunca revelou qual é a duração desta reunião, mas deverá ser relativamente longa, uma vez que terá vários convidados especiais.

Ben Winston realizou “Friends: The Reunion”, com a colaboração dos produtores executivos da série, Kevin Bright, Marta Kauffman e David Crane. Já se fala desta reunião há bastante tempo, mas o episódio especial sofreu vários adiamentos — primeiro, por motivos de produção; depois, por causa da pandemia.

Esta reunião emocional poderá ter sido particularmente difícil de realizar por causa do elenco. A revista “Variety” escreve que os atores receberam pelo menos o equivalente a mais de dois milhões de euros, cada um, para fazerem este especial.

A comédia pode ter terminado há 17 anos, mas a sua popularidade nunca deixou de existir — aliás, houve um boom de audiências nos últimos anos, com a ascensão das plataformas de streaming, que levou a que “Friends” se tornasse numa das séries mais vistas da Netflix.

Motivada por isso, a HBO — que pertence à mesma corporação que a Warner Bros., os estúdios que produziram e distribuíram originalmente a série — ficou com os direitos de transmissão e apostou nesta tão aguardada reunião.

Se quiser já descobrir quem são os convidados de “Friends: The Reunion” — alguns dos quais não têm qualquer ligação aparente com a série — carregue na galeria. Além disso, leia o artigo da NiT sobre a casa em Lisboa que está disponível para alugar e que é idêntica ao apartamento de Monica em “Friends”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT