Televisão

“Big Brother”: Bruno de Carvalho pode não ser um grande DJ, mas sabe dar baile

O humorista e cronista Miguel Lambertini analisa a segunda gala da nova edição do reality show da TVI.
O novo "Big Brother" tem sido líder de audiências.

Depois de nos terem tentado alugar um quarto, este domingo quiseram dar-nos um andar novo. Depois disto só falta mesmo mostrarem a garagem da vizinha para percebermos que, afinal, o novo“Big Brother Famosos” era apenas uma ação de marketing da Remax. 

“Você ganhava um andar novo”, disse Bruno de Carvalho no início da semana e Jaciara entendeu que ia ser premiada com um fantástico apartamento. Felizmente, mais tarde, Laura explicou-lhe que, afinal, a expressão não queria dizer bem isso. Neste caso, o andar não era um T5 com vistas amplas, mas sim uma cave sem janela, que dá para as traseiras.

Para que ninguém ficasse com dúvidas, Cristina Ferreira fez questão de explicar “quem é a culpado disto tudo: A Rosinhaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!” O Pedro Abrunhosa da música pimba, intérprete de tantos e tão sublimes temas como“Eu levo no pacote”ou“Eu mexo nos telhões do meu amor”, surgiu em estúdio para cantar o seu clássico “Tenho um andar novo” e assim mostrar que a televisão também serve para abordar temáticas pertinentes como o setor imobiliário — ou o sexo anal bruto — de forma divertida.

E tem sido esse o mote desta nova versão do programa, com uma semana recheada de animação, a começar pelo presidente da casa, Bruno de Carvalho. Em poucos dias, o concorrente conquistou a maioria dos colegas da casa e conseguiu posicionar-se como líder indiscutível, atuar como DJ, tocar guitarra como o meu sobrinho de três anos, gerar polémicas e dar início a um clima de romance com um jantar a dois. Tudo isto vestido como se fosse uma caneta de tinta fluorescente da Stabilo.

Bruno é, para já, o herói desta história e dei por mim a pensar que uma jantarada com ele e o Jardel deve ser o início de uma noite épica. Mas já sabemos que para todos os heróis tem de haver sempre um vilão e quem não gostou nada deste protagonismo todo foi Leandro, que estava escondido no quarto dos fundos e entrou na casa passados dois dias.

O cantor romântico entrou com uma postura agressiva e assumiu que estava ali “para jogar e destruir os outros concorrentes”. Não sei o que é pior, se o penteado estilo Coreia do Norte ou a falta de noção do Leandro. “Se fosse lá fora as coisas eram diferentes”, , diz o músico numa discussão com Bruno de Carvalho e a usar uma tirada clássica de todos os bullies da história dos reality shows.

E acrescenta, depois de BdC insinuar que é pouco inteligente:“Se não tivesse inteligência não estava inscrito na música portuguesa como um dos maiores cantores portugueses”. Por acaso liguei para a música portuguesa a perguntar se tinham recebido a inscrição do Leandro e responderam que até à data não tinham lá ninguém com esse nome. O ex-presidente do Sporting pode não ser um grande DJ mas lá que sabe dar baile, sabe.

Quando Cristina Ferreira lhe pergunta se já conhece alguma música do Leandro, Bruno começa a cantar alguns versos, com um twist delicioso: “Que mal te fiz eu… o Bruno de Carvalho já venceu”. Entretanto o Big apresentou um dilema a Marta Gil: ficar 24 horas no camarim com o Leandro ou não dar a possibilidade a Laura de ouvir a voz da filha. Marta receou que a sua saúde mental pudesse ficar comprometida no final desse dia e optou por não dar o benefício à colega. Percebo a Marta, a Laura está preparada para não ter contacto com a miúda durante mais algum tempo e ela não está preparada para ouvir o Leandro dizer pérolas como “eu aqui estou a ser renumerado, tu estás a ser renumerada, estamos todos a ser renumerados.”

Além disso, era sempre um risco, porque se fosse a minha filha de quatro anos já sei que ia gastar aquele tempo a perguntar se também podia ter um andar novo e outras coisas inapropriadas, por isso acho que a Marta esteve bem.

Ficámos também a conhecer a curva da vida do Kasha, que confessou que o que lhe custa mais é quando o avô lhe pergunta pelo canudo, porque não teve coragem de contar aos avós que não acabou o curso de Direito. Olhando para o Kasha, diria que o que os avós gostariam mesmo de perceber é porque é que ele se veste como aquela tia hippie que mora na Comporta e só aparece nos funerais. “O meu coração está à procura de se apaixonar por mim”, diz Kasha, um nome que em dialeto suaíli quer dizer Gustavo Santos. 

Os nomeados desta semana são Nuno Homem de Sá, Bruno de Carvalho e Leandro, além de Jay, que teve nomeação direta e que desconfio que veio na camionete com os figurantes dos programas da tarde e acabou por ficar por lá. 

Este domingo ficámos também a conhecer o primeiro concorrente a ser expulso do “Big Brother Famosos”. O escolhido pelo público foi Hugo Tabaco, situação que deixou Flávio Furtado em êxtase por poder finalmente ajustar contas daquela noite há 100 anos, em que foi barrado à porta de uma discoteca, pelo próprio Hugo. Sempre achei pela cara do Flávio que aquilo eram gases. Mas afinal não, era só rancor.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT