Televisão

Boxes da Vodafone continuam avariadas (mas a operadora diz que não sabe de nada)

O problema técnico já tem mais de nove meses e motivou várias queixas por parte dos clientes.
O problema é antigo e parece não ter solução.

Há pelo menos nove meses que um erro nas boxes da Vodafone faz com que as televisões percam o som durante as transmissões. A NiT já tinha alertado para esta situação num artigo publicado no dia 1 de fevereiro, onde citou uma fonte do serviço técnico da operadora dizendo que se tratava de “um bug na programação da box e que só será resolvido na próxima atualização do sistema”.

Sem solução à vista, e pelo que a NiT apurou na altura, os funcionários do serviço de apoio aos clientes foram informados pela Vodafone que devem continuar a instruir os assinantes para resolver o problema de forma provisória a partir de casa. Ou seja: a desligarem os dispositivos para reiniciar o sistema e esperar uns dias até repetir o processo. 

Porém, até agora, o erro ainda não terá sido resolvido pela empresa. Desde a publicação do artigo, a nossa redação recebeu várias queixas de clientes a reforçarem que continuam com falhas no serviço e que estão desesperados por encontrar uma solução definitiva. Muitas das mensagens atribuem a causa do erro à possível substituição das boxes por um equipamento mais recente. Outros leitores dizem até que exigiram à operadora para instalar novamente a box original nas suas casas.

Confrontada mais uma vez pela NiT com esta situação, a Vodafone diz que “não tem registo de problemas técnicos relacionados com o som nas suas TV boxes”. E acrescenta: “Sempre que existem problemas técnicos que afetam o serviço dos seus clientes, os mesmos são imediatamente endereçados e encontradas as melhores soluções para a sua rápida resolução”.

Deco diz que clientes devem ser indemnizados

Apesar das críticas e da falta de qualidade do serviço prestado, a Vodafone tem repetido aos assinantes queixosos que esta situação não é motivo suficiente para a rescisão dos contratos de fidelização. A Deco, porém, tem uma opinião diferente.

“Neste cenário, os clientes têm legitimidade para rescindir o contrato unilateralmente sem qualquer compensação financeira para a operadora. Estamos a falar de um caso de falta de apoio técnico e da qualidade dos serviços acordados”, explicou à NiT Andreia Almeida, jurista do gabinete de apoio ao consumidor.

Segundo a Deco, os assinantes da Vodafone devem enviar uma reclamação oficial por escrito para a operadora, através de um email, carta registada ou no livro de reclamações online. Se, no prazo de 15 dias, a situação não estiver corrigida, podem legalmente avançar com o cancelamento do contrato. Em alternativa, os clientes têm a possibilidade de exigir à Vodafone que lhes faça um acerto na fatura do mês seguinte para mitigar os prejuízos que tiveram com estas falhas do serviço. 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT