Televisão

“Casados” com muitos problemas de comunicação: “Lancei a cana, mas não pesquei nada!”

O humorista e cronista Miguel Lambertini analisa o episódio deste domingo do programa da SIC.
Dulce e João estão com muitos problemas de comunicação.

A semana passada os casais foram de férias, o que faz todo o sentido, atendendo a que desde que entraram no programa fartaram-se de trabalhar. Por isso, estavam mesmo a precisar de uma pausa para descansar. Durante as férias do casal, João testou positivo para a Covid-19, o que o obrigou a isolar-se de Dulce, mas o reformado diz que até gostou do tempo em que estiveram afastados. Como estava em isolamento, João não pôde ir para a night para a sua querida rua Rosa. Entreteve-se a fazer a segunda coisa que lhe dá mais prazer: tirar radiografias. 

“Já te tirei 123 radiografias”,  diz João em conversa com a mulher, enquanto aguardam que o resto do grupo se junte a eles para jantar. Parece-me que com a quantidade de radiografias que João já tirou a Dulce, neste momento ela deve estar mais radioativa que um esquilo das florestas de Chernobyl. Dulce relembrou que o marido lhe explicou que foi muitas vezes a bares de alterne para “perceber o que leva uma pessoa a pagar para ter sexo, foi para um enriquecimento pessoal”. Sim, sim, já ouvi chamar-lhe muita coisa — enriquecimento pessoal foi a primeira vez. Uma explicação que não deixa de ser bastante útil. Aliás, da próxima vez que a minha mulher me perguntar porque é que estou às escuras no escritório em frente ao computador, vou ter de lhe explicar que é uma sessão de enriquecimento pessoal. 

Entretanto, o Bruno e a Ruth continuam super in love e até apareceram com camisas e sapatilhas iguais, que o Bruno comprou, para mostrar que estão mais unidos que nunca. Acho isto muito querido…ou piroso? Ai não, acho piroso, mas eles são queridos na mesma. Nos antípodas deste casal, as férias não foram muito animadoras para os lados de Luís e Cristina. O treinador de futebol explica que não consegue comunicar com a mulher e isso é caso único.

“Fui casado durante 30 anos e tenho uma relação extraordinária com a minha ex-mulher. As minhas três últimas namoradas mandam-me mensagens todos os dias a perguntar se eu estou bem, e com a Cristina não consigo comunicar.” Ou seja, o Luís tem imenso sucesso nas relações, desde que elas acabem. Depois de falar com os especialistas, o casal discute no sofá. “Não fales comigo, não fales comigo!” pede Cristina em desespero afastando-se do marido. Ao ver a cena Bruno comenta: “acho que vocês têm tudo para dar qualquer coisa, não sei é o quê”. Também acho que eles também têm tudo para dar qualquer coisa — essa coisa chama-se divórcio. E, pelos vistos, isso é mesmo a melhor coisa que pode acontecer, porque desde que a Cristina seja ex, o sucesso da relação é garantido. 

Doina e Uicaa também parecem estar cada vez mais afastados. Quando Diana Chaves pergunta como passaram este tempo fora da casa, Doina responde com um rápido “discussões todos os dias” e continua a explicar um episódio que a deixou desconfortável. “Queres saber o que aconteceu? Queres que seja sincera contigo? Nós chegámos a casa depois da cerimónia e o Uicãa pediu-me um abraço. Dei-lhe um abraço e ele tentou beijar-me. Eu disse: ‘oh calma, vamos sentarmo-nos aqui e conversar’.” Quando João tenta entrar na conversa e dar a sua opinião, Doina corta bruscamente, “João mete-te no teu casamento e fala das tuas coisas.“ A Doina gosta de opinar sobre o casamento dos outros, mas quando é o João a dar uma opinião sobre o dela “trata-o abaixo de cão.” 

Dulce aproveita o tema da intimidade para contar um episódio recente: “o João quando quer pedir essas coisas vem com pezinhos de lã.” “Pedir o quê?”, questiona Diana. “Veio-me pedir para ter sexo. Sentou-se ao meu lado e disse: ‘Dulce, quero fazer amor contigo’. A empresária não achou muita piada à abordagem direta de João e mandou-o dar uma volta à rua Rosa.

“Queria provar que sou realmente um macho latino. Lancei a cana, mas não pesquei nada”, diz. Não sou especialista, mas neste caso creio que, uma vez mais, estamos perante um problema de comunicação. O João disse “quero fazer amor contigo” e o que a Dulce ouviu foi: “chavala, tu sabes que eu te gramo bué. Queres vir comigo para o vale dos lençóis ou vou ter de ficar no sofá a trabalhar no meu enriquecimento pessoal?”

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT