Televisão

“Cobra Kai”: o spinoff de “The Karate Kid” está na Netflix (e tem um regresso surpresa)

A terceira temporada estreou no primeiro dia do ano e já está nas tendências da plataforma de streaming.
Tem dez episódios.

Quando “Cobra Kai” estreou em 2018 no YouTube Red — agora YouTube Premium —, nunca pensámos que o spinoff de “The Karate Kid” (“Momento da Verdade”, em português) se tornaria uma das séries do momento.

Três anos depois, e após o YouTube decidir que as séries originais não eram definitivamente a sua prioridade, “Cobra Kai” é agora um original da Netflix — a série foi comprada na íntegra e a terceira temporada estreou no primeiro dia de 2021 na plataforma de streaming.

Poucos dias depois, está no top 10 das tendências do catálogo um pouco por todo o mundo, incluindo Portugal — tendo passado de hit obscuro, só visto pelos fãs mais devotos da saga, para série do momento na Netflix, a maior plataforma de streaming do mundo.

Esta produção nostálgica ressuscita a rivalidade e dupla de personagens que começou no primeiro filme da saga, onde Daniel vence Johnny na final de um torneio, contra todas as expetativas.

30 anos depois, Johnny reabre o dojo Cobra Kai e Daniel está a tentar manter o equilíbrio sem a orientação do seu mentor, Mr. Miyagi. Ambos vão tentar ajudar uma nova geração de lutadores, que também tem os próprios problemas com que lidar.

Há um regresso inesperado nesta terceira temporada. Tamlyn Tomita está de volta como Kumiko, a bailarina de Okinawa que se torna um interesse amoroso de Daniel no segundo filme, de 1986.

34 anos depois do filme que lançou a sua carreira, Tamlyn Tomita tinha algumas condições para regressar ao papel — que se prolonga apenas durante dois episódios. Queria representar Okinawa de uma forma mais real e justa.

“Eu disse que adoraria [fazer o papel], que seria muito divertido, mas a única questão é que, como sou mais velha, como tenho um pouco mais de conhecimento e de qualquer forma ia lutar por isso — precisava de poder fazer um retrato mais verdadeiro de Okinawa”, disse a atriz ao jornal “Los Angeles Times”.

Filha de um pai japonês americano e de uma mãe filipina de Okinawa, embora criada na Califórnia, levou a sua herança cultural para o papel da nova (e mais velha) Kumiko — e levou mesmo adereços de família para o set de gravações em Atlanta, nos EUA.

A história recomeça depois da rixa de escola que deixou Miguel hospitalizado e em coma; Robby a fugir das autoridades; o pai de Robby e sensei de Miguel, Johnny, desiludido com as artes marciais no geral; e Daniel e Amanda a lidarem com uma onda de má publicidade que vai colocar em perigo a sua empresa.

Esta terceira temporada explora ainda a história do vilão Kreese — sempre num tom de homenagem à saga no cinema, que se tornou imensamente popular e com uma base de fãs dedicada. “Cobra Kai” mistura momentos cómicos e dramáticos — e cada episódio tem cerca de meia hora. A nova temporada tem dez capítulos, tal como as primeiras duas. 

Carregue na galeria para conhecer outras das principais novidades da televisão (e do streaming) para este mês de janeiro.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT