Televisão

Concorrente de “America’s Got Talent” hospitalizado após explosão no programa

O acrobata encontrava-se suspenso entre dois carros. Ambos acabaram por colidir, deixando-o preso antes de explodirem.
Não correu bem.

É um dos programas de talentos mais famosos do mundo, onde as pessoas arriscam muitas vezes as próprias vidas na esperança de ganharem um milhão de dólares (aproximadamente 860 mil euros). Levando este desejo mais à frente, o programa criou uma nova versão focada especialmente neste tipo de talentos: “America’s Got Talent: Extreme”. Embora se preparem durante meses para as acrobacias, há sempre uma possibilidade de algo correr mal, e foi isso que aconteceu com Jonathan Goodwin na sexta-feira, 15 de outubro.

Nos ensaios para uma prova, Goodwin, de 41 anos, estava suspenso e preso com um colete de forças. Ao seu lado estavam dois carros, também no ar, que balançavam para a frente e para trás. A ideia de Jonathan Goodwin era libertar-se do colete de forças e aterrar em cima de um colchão, evitando ser esmagado pelos carros. Infelizmente, as coisas não correram como planeado e o acrobata acabou por ser apanhado numa colisão entre os automóveis, que resultou ainda numa explosão. 

De acordo com o “TMZ”, que noticiou o acidente, os membros da produção acharam que Goodwin tinha morrido, visto que não mostrava qualquer reação. O acrobata voltou a ganhar consciência quando o helicóptero de emergência chegou ao set.

Jonathan Goodwin foi levado para um hospital, onde se encontra atualmente numa unidade de trauma, sendo desconhecido o seu estado atual.

Este acidente fez com que a produção de “America’s Got Talent: Extreme” fosse posta em pausa durante um período indefinido.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT