Televisão

O elogiado drama prisional ao estilo de “Orange is the New Black” chegou à Netflix

“Wentworth” estreou em 2013 e aborda temas como a justiça, a violência e a saúde mental.
Tem uma avaliação muito positiva.

Rezam as críticas que é uma espécie de “Orange is the New Black”, mas mais negra e pesada. Isto apesar de ter chegado à televisão pela primeira vez em 2013. O que é certo é que a produção está disponível na Netflix desde março.

“Wentworth” é um drama prisional australiano transmitido pelo canal SoHo e que terminou em 2021. Agora disponível no catálogo da gigante do streaming, a produção não passou despercebida e tem sido amplamente elogiada.

A protagonista, Bea Smith (Danielle Cormack) está detida na prisão de Wentworth, onde aguarda o julgamento pelo homicídio do próprio marido. A personagem é separada da filha e começa no fundo da hierarquia do estabelecimento.

Ao longo dos 100 episódios, divididos por oito temporadas, a presidiária é forçada a aprender como sobreviver a uma vida atrás das grades, mas o caminho é acidentado e aborda tópicos como a violência, a justiça, a saúde mental e os relacionamentos humanos.

A série surgiu como uma reinterpretação contemporânea de “Prisoner, uma série australiana que foi transmitida de 1979 a 1986. Ambas têm lugar numa prisão feminina e abordam os mesmos temas sociais, servindo a mais recente como uma homenagem que faz chegar a história a uma audiência mais contemporânea com novos elementos e personagems.

Nas redes sociais, vários utilizadores aproveitaram os fóruns da Netflix para elogiar a produção. “Chorei depois do último episódio, sabendo que era o fim. É a melhor série de sempre”, pode ler-se num dos comentários. E a opinião tem ecoado um pouco por todas as caixas de comentários online.

Outros espetadores garantem que nos “mantém colados ao sofá em cada episódio”, que já viram todas as temporadas duas e até três vezes e que “está cheia de voltas e reviravoltas inteligentes”.

Além de Danielle Cormack, a série conta com um elenco composto por nomes como Nicole da Silva, Pamela Rabe, Kate Atkinson, Celia Ireland, Robbie Magasiva ou Kris McQuade, entre outros que se foram mantendo ao longo das temporadas.

Embora não tenha críticas suficientes para obter uma pontuação da crítica especializada Rotten Tomatoes, “Wentworth” tem uma pontuação de 92 por cento por parte do público no agregador. Mesmo não tendo somado prémios, recebeu críticas geralmente positivas por muitos críticos pela capacidade de recriar “ambiente claustrofóbico de uma prisão”.

Carregue na galeria e conheça as novidades de abril.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT