Televisão

RTP África e novo canal do conhecimento vão estar incluídos na TDT

A estação pública vai substituir o canal RTP Memória por um projeto destinado aos públicos mais jovens.
Vão ser dois novos canais.

Nos últimos dias foi publicada em Diário da República a resolução do Conselho de Ministros que decidiu aprovar a introdução de novos canais durante os próximos meses na TDT, a Televisão Digital Terrestre.

Um dos canais será a RTP África, que visa “reforçar a ligação entre Portugal e os países africanos de língua oficial portuguesa e incrementar a diversificação e o enriquecimento do panorama cultural do nosso país”, segundo consta na resolução divulgada.

O canal do conhecimento também está incluído, acrescentando que “este serviço de programas é destinado à divulgação científica e ao acesso ao conhecimento”, e que tem “em vista a satisfação das necessidades de conhecimento específicas das várias faixas etárias e dos estratos populacionais mais desfavorecidos, este serviço deverá permitir criar sinergias com escolas e universidades”.

Este projeto destina-se aos públicos mais jovens, porém só ficará disponível assim que for concluída a renegociação do contrato de concessão da RTP e “desde que reunidas as necessárias condições financeiras para o efeito”.

A RTP também tem livre arbítrio para substituir a RTP Memória, que se dedica ao serviço público da televisão e, que desde abril de 2020, se tornou na opção de Estudo em Casa — um molde de ensino que existe desde 1965 em Portugal.

Atualmente a TDT disponibiliza seis canais nacionais, a RTP1, RTP2, RTP3, RTP Memória, os canais privados SIC e TVI, a RTP Açores e a RTP Madeira, nas regiões autónomas. E também há o canal ARTV, da Assembleia da República.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT