Televisão

“House of the Dragon”: fãs podem esperar segunda temporada com mais ritmo e humor

Um dos criadores deixou várias pistas sobre a continuação da história. Acabaram-se os saltos temporais e as mudanças de atores.
A primeira temporada teve 10 episódios.

A primeira temporada de “House of the Dragon”, a prequela de “A Guerra dos Tronos”, chegou ao fim esta segunda-feira, 24 de outubro, com a estreia do décimo episódio na HBO Max. A segunda temporada está confirmada — mas não foi ainda revelada a data de estreia.

Como seria normal, muitos fãs gostaram da série, outros tantos sentiram-se desiludidos. Independentemente disso, “House of the Dragon” foi um enorme sucesso de audiências e revelou ser uma aposta certeira por parte da HBO e do escritor George R. R. Martin.

Após o final da primeira temporada, um dos criadores da série, Ryan Condal, deu várias entrevistas onde deixou algumas pistas sobre o que os fãs podem esperar daqui em diante. Saiba alguns dos detalhes que já se conhecem.

Já não vão existir saltos temporais — e o elenco mantém-se

Em declarações ao “Deadline”, Ryan Condal confirmou que agora o elenco se irá manter até ao fim. “Como recompensa para o nosso público maravilhoso que passou por tantos saltos temporais e mudanças de atores, já está. Contamos a história em tempo real daqui em diante”, assegurou.

E acrescentou: “Os atores vão interpretar estas personagens até ao fim. Não vamos mudar ninguém. Não vamos ter enormes saltos temporais. Estamos agora na Dança dos Dragões, e vamos contar essa história”.

Há novas personagens?

Isso não impede que existam novas personagens. Em conversa com a revista “Variety”, Ryan Condal confirmou que figuras que aparecem no livro como Cregan Stark e Daeron Targaryen irão aparecer na segunda temporada, embora não tenha revelado que atores os irão interpretar.

Como será a história da segunda temporada?

Depois da morte de Lucerys às mãos do dragão de Aemond, e a julgar pela expressão de Rhaenyra nos últimos segundos do décimo episódio, a guerra civil que irá opor as duas fações da Casa Targaryen é inevitável. Será a Dança dos Dragões.

“A segunda temporada vai ter o ritmo a que as pessoas se habituaram nas temporadas do meio de ‘A Guerra dos Tronos’”, explicou ao “The Sunday Times”. Isto porque, como defendeu, era preciso que a primeira temporada tivesse um ritmo mais lento para se compreender todo o contexto. “Iremos chegar ao espetáculo. Mas é preciso entender as complexidades destas pessoas antes de serem atiradas para a guerra.”

“A série definitivamente tem de expandir o seu foco na segunda temporada”, comentou ainda com a “Variety”. “Acho que aquelas continuarão a ser as casas base para a série. Mas vem aí uma guerra que requer alianças de diferentes reinos e exércitos em todo o mapa de Westeros. Mas não acredito que iremos chegar a um nível tão vasto como ‘A Guerra dos Tronos’.” Porém, Condal confirmou a presença de “novos mundos” que não apareceram na série original.

À “Entertainment Weekly”, adiantou que a segunda temporada vai ser mais próxima “daquele formato de elenco em que estás a seguir diversas personagens”. “Não estão todas no mesmo sítio, mas ainda vai ser a história de Alicent e Rhaenyra e das famílias a combaterem-se uma à outra.” 

Condal disse ainda à “IndieWire” que, tal como na série original, poderá haver mais “momentos de leveza”, ou seja, com mais humor pelo meio.

Quando poderá estrear?

As gravações deverão arrancar no início de 2023. Isto significa que é provável que “House of the Dragon” só regresse em 2024, embora não esteja confirmado. Tendo em conta que Dragonstone deverá continuar a desempenhar um papel importante na narrativa, podemos especular que a produção de “House of the Dragon” tenha interesse em voltar ao concelho de Idanha-a-Nova e à aldeia portuguesa de Monsanto para as filmagens — mas nada está também confirmado.

Quantas temporadas vão existir?

É outra informação que não está confirmada, embora George R. R. Martin tenha expressado o desejo — no seu site oficial — de que a história de “House of the Dragon” seja contada em quatro temporadas de 10 episódios. A HBO nunca se pronunciou publicamente sobre esta hipótese.

Leia a crítica da NiT à primeira temporada de “House of the Dragon”. Leia também o artigo sobre a morte do décimo episódio que vai definir o futuro da narrativa. Não perca as imagens que a HBO divulgou das gravações em Portugal. Leia ainda o artigo da NiT que revelou que o casamento de Rhaenyra e Daemon foi gravado em Portugal — entrevistámos um dos figurantes nacionais que participaram na série.

Carregue na galeria para descobrir séries novas para ver.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT