Televisão

Já estreou a nova temporada de “Bom Partido” — com entrevista a Sebastião Bugalho

O candidato da Aliança Democrática disse que não se importa de soprar no balão e que bebia muito quando andava na universidade.
O programa está de volta.

Consumia muito álcool quando era estudante universitário, uma das suas canções favoritas é “Why Do Today What You Can Do Tomorrow”, de Jamie Cullum, e a sua mãe é de esquerda. Estas foram apenas algumas das coisas que aprendemos sobre Sebastião Bugalho na estreia da segunda temporada de “Bom Partido”.

O primeiro episódio foi publicado no canal de YouTube do humorista Guilherme Geirinhas esta quarta-feira, 29 de maio. O primeiro convidado foi o candidato da Aliança Democrática às eleições europeias.

Tal como aconteceu nos episódios partilhados durante as eleições legislativas em Portugal, os participantes do programa mostram um lado mais descontraído e que raramente vemos durante outras entrevistas para os canais de televisão. Sebastião Bugalho, de 28 anos, passou grande parte do tempo a rir-se das piadas do comediante — e também entrou nas brincadeiras.

Se está à espera de esclarecimentos sobre os temas que os candidatos pretendem defender no Parlamento Europeu, ficará sem respostas. O registo das conversas é descontraído e muito informal, como se estivessem num café.

No caso de todos os candidatos aceitarem o convite, Geirinhas irá também estar à conversa com Marta Temido (PS), António Tânger Corrêa (CH), João Cotrim de Figueiredo (IL), Catarina Martins (BE), João Oliveira (CDU), Francisco Paupério (Livre) e Pedro Fidalgo Marques (PAN). Os episódios vão ter continuidade até junho.

Na temporada de estreia foi possível descobrir que Pedro Nuno Santos chama “baby” à mulher, que Rui Tavares vê a “Patrulha Pata” e que, se fosse um bebida, Mariana Mortágua seria uma cerveja. Inês Sousa Real dançou ballet, Rui Rocha vê muito mal ao longe e Luís Montenegro não sabe desenhar.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT