Televisão

Jonathan Bailey diz que teve de fingir ser heterossexual para ser aceite na indústria

A estrela de “Bridgerton” também falou sobre interpretar um papel hetero. E sublinha que qualquer pessoa pode interpretar outra.
Kate Sharma e Anthony Bridgerton são as personagens.

A segunda temporada de “Bridgerton”, que estreou na Netflix a 25 de março, centra-se no irmão Anthony Bridgerton e na sua busca por uma esposa. A história leva-o a formar uma espécie de triângulo amoroso com as irmãs Sharma. Mas é Kate (Simone Ashley) que acaba por ficar com Anthony.

Esta temporada teve bastante menos cenas íntimas — a narrativa focou-se mais na tensão entre os dois protagonistas, e no facto de durante muito tempo ser um relacionamento considerado errado, até o clímax poder finalmente ser atingido.

O que muitos fãs talvez não saibam é que o ator Jonathan Bailey — que interpreta Anthony Bridgerton — é homossexual. E abordou a questão de interpretar uma personagem heterossexual nesta história, quando questionado sobre se tinha sido alvo de reações negativas por causa disso.

“Tendo em conta que a Internet é um sítio em que qualquer pessoa pode dizer o que quiser, não houve ninguém que tenha expressado antipatia, ou que tenha levantado essa questão, isso é bom”, explicou em entrevista ao jornal britânico “Evening Standard”. 

“Quero que os atores gays possam desempenhar papéis gays, mas para mim é muito importante que todos em casa possam ver um pouco de si próprios no ecrã, que sejam ouvidos e vistos, e que isso lhes permita ter aspirações”, acrescentou. 

“Os bons atores podem interpretar tudo, e existem argumentistas incríveis dispostos a escrever para toda a gente. Se existem pessoas que não têm possibilidade de criar as suas séries de televisão nem contar as histórias que querem, então tem de se criar espaço para elas. Mas isso não tem só a ver com género ou sexualidade. Inclui a etnia, a religião e tudo o resto”, disse ainda Jonathan Bailey.

Atualmente, o ator assume que é homossexual, mas durante algum tempo fingiu ser heterossexual para evitar problemas na indústria do cinema e da representação. Em declarações à edição britânica da revista “GQ”, revelou que, uma vez, um amigo — igualmente gay e também ator — recebeu um conselho que lhe ficou na memória.

“Na altura disseram-lhe: ‘Existem duas coisas que não queremos saber: se és alcoólico ou se és gay’. Basta que uma pessoa numa posição de poder diga isso… Por isso, sim, claro que pensava assim. Claro que pensava que, para ser feliz, precisava de ser heterossexual.”

A sua perspetiva foi mudando com o tempo, e à medida que foi amadurecendo. “Cheguei a um ponto em que pensei ‘que se lixe’, prefiro dar a mão ao meu namorado em público e pôr a minha cara no Tinder, sem estar preocupado com isso, do que conseguir um papel.”

Jonathan Bailey realça também que todos os atores deveriam poder interpretar qualquer personagem. “Sabemos que existe um histórico de precisares de estar no armário para teres sucesso e seres famoso, sobretudo na área da representação”, admitiu ao “Evening Standard”. “A ideia de não se acreditar nas relações heterossexuais da narrativa se souberes que um dos atores é gay… toda a gente deveria poder interpretar tudo. Vamos eliminar as teias de aranha, e uma das sombras do passado, que tem a ver com precisarmos de ser mais abertos à ideia de ambos os sexos interpretarem diferentes lados. Existem interpretações incríveis de pessoas hetero a fazer de gays e de gays a interpretarem heteros.”

O ator de 33 anos, natural de Benson, no Reino Unido, começou a carreira de ator ainda quando era criança. Antes de “Bridgerton”, destacou-se em produções como “Leonardo”, “Broadchurch” ou “Crashing”, entre outras. Jonathan Bailey também faz teatro. 

Leia o artigo da NiT sobre o que já sabemos acerca da terceira temporada (que terá novos protagonistas) de “Bridgerton”. E conheça o incrível musical sobre a série que foi criado por duas fãs no TikTok.

Carregue na galeria para conhecer outras novidades das plataformas de streaming e dos canais de televisão.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT