Televisão

“Ministério do Tempo”: material utilizado nas gravações vai novamente a leilão

A série esteve apenas uma temporada no ar. As gravações da segunda temporada decorriam quando começou a polémica.
Estreou em 2017.

Tinha tudo para ser uma das séries de mais sucesso da RTP, mas a polémica com os pagamentos em atraso deu um fim precoce à produção portuguesa. Dois anos após o Tribunal Judicial da Comarca de Santarém ter declarado a insolvência da Just Up, a produtora de “Ministério de Tempo“, há ainda dívidas por pagar. Os equipamentos utilizados na filmagem da série, cuja segunda temporada nunca chegou a ser emitida, voltaram a leilão, pela terceira vez. 

Através de uma plataforma de leilão online pode adquirir os equipamentos, mediante negociação particular, noticia o “Correio da Manhã“.  Estão a ser leiloados adereços, mobiliário diverso, eletrodomésticos, material de produções audiovisuais e partes do cenário da produção portuguesa — o valor base é de 7 213 euros e o equipamento está depositado em Oeiras. 

Em 2018, a Fundição de Oeiras, onde a produtora gravou a série e onde tinha guardado o material, vedou o acesso da Just Up ao local por “falta de pagamento”, confirmou Luís Valente, administrador da empresa. O tribunal declarou insolvência da empresa, fazendo com que os salários dos atores e membros da produção ficassem atrasado – até ao dia de hoje o pagamento não foi realizado. No ano passado, foi declarado aberto o incidente de qualificação de insolvência, para apurar as razões que levaram o devedor à falência.

O protagonista, Tiago Silva (Sisley Dias), era especializado em primeiros socorros e acumulava missões difíceis que ninguém queria, porque depois da morte da mulher tinha perdido quase toda a vontade de viver. Aceitou trabalhar neste ministério secreto e transformou-se numa das personagens centrais nestes regressos ao passado. Para ajudá-lo aparecem Amélia Carvalho (Mariana Monteiro), a primeira mulher portuguesa a frequentar a universidade, e Afonso Mendes de Noronha (João Craveiro), cavaleiro.

O elenco incluía ainda António Capelo, Andreia Diniz e Carla Andino. Esta foi a adaptação nacional da série espanhola com o mesmo título, “El Ministerio del Tiempo”, que estreou em 2015 e já conta com quatro temporadas, disponíveis na HBO.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm
Novos talentos

AGENDA NiT