Televisão

Morreu Cláudia Chiripus, uma das participantes de “Tabu”, de Bruno Nogueira

Foi diagnosticada com cancro colorretal em março de 2017. Depois, foram encontradas metástases no pulmão.
Tinha 46 anos.

Morreu esta sexta-feira, 5 de agosto, Cláudia Chiripus, que participou em “Tabu”, o programa de Bruno Nogueira na SIC, transmitido este ano. Foi diagnosticada com cancro colorretal em março de 2017. Mais tarde foram encontradas metástases no pulmão. Durante a participação no formato da SIC partilhou as suas experiências de vida no episódio que se focava em doenças incuráveis. Tinha 46 anos.

“A doce Cláudia, que tive a sorte de conhecer no ‘Tabu’ deixou-nos hoje. Os meus sentimentos a toda a família, de quem sempre falou com tanto amor”, escreveu Bruno Nogueira no Instagram. Cláudia tinha dois filhos.

“Tabu” deverá ter segunda temporada na SIC. Tal como aconteceu na primeira parte, cada episódio abordará um tema distinto que, normalmente, seria considerado demasiado sensível para fazer humor.

A 20 de junho deste ano também morreu Lídia Anjos, que participou no mesmo episódio. Tinha cancro nos ovários e, tal como Cláudia, falou das suas experiências de vida e como lidava com a doença. Destacou-se pela forma bem-disposta e sem complexos como abordava a questão.

“A querida Lídia, que tive a sorte de conhecer no primeiro episódio do ‘Tabu’, partiu hoje. Um exemplo superior de como lidar com as rasteiras da vida. Obrigado, maravilhosa Lídia”, escreveu, na altura, Bruno Nogueira.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT