Televisão

“Ms. Marvel”: a nova série de super-heróis que está a deixar o mundo louco

A história acompanha Kamala Khan, uma jovem muçulmana fanática por super-heróis — e que acaba por se transformar numa heroína.
É a primeira super-heroína muçulmana da Marvel.

O Universo Cinemático da Marvel continua a expandir-se e não parece que o sucesso dos filmes e séries de super-heróis vá parar em breve. Após alguns percalços na bilheteiras, como “Eternals”, a Marvel voltou a dominar as bilheteiras com “Doutor Estranho no Multiverso da Loucura”

Entre as séries, este mundo costuma gerar opiniões mistas entre a crítica e o público, mas parece que “Ms. Marvel”, que estreou na Disney+ na quarta-feira, 8 de junho, pode tornar-se numa das produções com melhor nota no catálogo da gigante do entretenimento.

A narrativa acompanha Kamala Khan, uma paquistanesa-americana muçulmana interpretada por Iman Vellani, com quem partilha o mesmo background familiar. A jovem de 16 anos vive em Jersey City. É uma aspirante a artistas, fã de videojogos e obcecada por super-heróis, nomeadamente a Capitão Marvel e os Vingadores — sobre quem escreve várias fan fictions, onde os imagina nas mais variadas situações.

Todos estes atributos tornam-na numa personagem pouco popular na escola, mas isso não a preocupa após descobrir uma pulseira que lhe dá super-poderes, oferecendo-lhe também um escape aos dramas familiares, cultura, religião e, claro, problemas típicos da adolescência que envolvem rapazes.

Uma produção da Marvel não seria a mesma coisa sem um vilão. No entanto, ainda não foi revelado qual o antagonista da série. Ainda assim, as teorias já inundaram a Internet poucos meses após as primeiras imagens terem sido reveladas. 

A principal teoria aponta para Kamran (Rish Shah), o rapaz que não sai da cabeça de Kamala. Na banda desenhada, ambos se tornam bons amigos graças aos poderes sobrenaturais que os unem. Infelizmente, a relação rapidamente passa de amor a ódio, e Kamran revela um lado manipulador, chegando a oferecer boleia à super-heroína para depois a raptar e levar para uma organização secreta que usa super-heróis como cobaias para testes.

Atualmente, a série conta com 97 por cento de aprovação dos críticos e 90 por cento dos fãs no site “Rotten Tomatoes”. Os elogios também surgem de vários meios internacionais.

O site “ComicBook”, conhecido pelas notícias e artigos mais virados para o fenómeno geek, exalta a própria protagonista: “Kamala Khan será uma estrela mesmo antes do lançamento de ‘The Marvels’ [uma outra produção] no próximo ano. ‘Ms. Marvel’ estabelece uma ótima base da personagem para a audiência. A série da Disney+ mostra que ela é uma super-heroína incrível.”

Já para o “Screen Rant”, o destaque do projeto é “a construção do mundo e o desenvolvimento da Kamala Khan e das suas relações, enquanto a produção acrescenta um pouco de mistério e intriga na história.”

Não é uma série revolucionária, pelo menos para o site “Inverse”, mas “mergulha o género dos super-heróis em ouro e deslumbra com visuais que agradam os olhos.”

Os elogios não surgem só para a própria personagem. Também a atriz está a ser aplaudida. “A série depende de Iman Vellani, uma encantadora protagonista. Além da sua simpatia imediata, ela sugere que há camadas futuras da sua personalidade que ainda serão reveladas”, escreve o “ScreenAnarchy”.

“‘Ms. Marvel’ traz uma energia adolescente e vibrante para uma nova série cheia de energia da Disney+. É perfeita para os fãs da Marvel e públicos novos”, diz Richard Trenholm do “CNET”.

No entanto, no meio de tantos elogios, surgem algumas críticas negativas, como é o caso de Daniella Broadway, do site “Black Girls Nerds”: “Tristemente, a aguardada série começa de forma lenta e arrasta-se com muitas coisas fofinhas e pouca substância. É muito clichê.”

A nova produção da Marvel é mais um passo rumo à inclusividade. Iman Vellani tornou-se na primeira super-heroína muçulmana a passar do papel para o ecrã. Há uns meses, a gigante do entretenimento também foi elogiada pelo facto de ter produzido o primeiro super-herói e ator surdo em “Eternals”.

A atriz irá aparecer noutras produções da Marvel, tornando-se então numa parte definitiva do universo cinemático cada vez maior da produtora.

Carregue na galeria para descobrir outras novidades de junho que vale a pena ver na televisão.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT