Televisão

“Não me Envergonhes, Pai!”: Jamie Foxx chegou à Netflix com uma nova série de comédia

A história é inspirada na relação da vida real que o ator tem com a filha mais velha, Corinne Foxx.
Jamie Foxx é o protagonista.

Aos 53 anos, Jamie Foxx é um nome sólido e conceituado na indústria do cinema. Brilhou em “Ray”, o filme biográfico sobre Ray Charles que lhe valeu o Óscar de Melhor Ator; fez uma personagem icónica em “Django Libertado”; e, entre tantas outras coisas, recentemente interpretou a primeira personagem afro-americana de uma história da Pixar, em “Soul”.

Mas aquilo que sempre fascinou Jamie Foxx — e onde também se tornou conhecido — foram as séries de comédia. Cresceu a ver “The Dick Van Dyke Show”, “Sanford and Son” ou “The Jeffersons”. Ficou famoso em “In Living Color” e depois criou o “The Jamie Foxx Show”.

Corinne e Jamie Foxx em entrevista à “CBS”.

Agora, está de volta às suas raízes de sitcom com “Não me Envergonhes, Pai!”, produção da Netflix que chegou à plataforma de streaming esta quarta-feira, 14 de abril. Ao todo, são oito episódios.

Esta é a história da relação entre um pai e uma filha adolescente. Depois da morte da sua mãe, Sasha (Kyla-Drew) muda-se para a cidade de Atlanta para ir morar com o pai, Brian. E isso significa que há grandes mudanças na vida dos dois.

Brian é um pai que só quer ser fixe para a sua filha — ainda que isso possa causar imensos momentos de embaraço. Usa skinny jeans, dança em público, canta karaoke e intimida potenciais pretendentes que gostem de Sasha. “Não me Envergonhes, Pai!” é a reação mais comum de Sasha aos comportamentos de Brian.

A narrativa é inspirada na relação da vida real que Jamie Foxx tem com a filha mais velha, Corinne Foxx (que é produtora executiva desta série). “Ele é muito carismático e é um entertainer”, disse Corinne numa entrevista à “CBS”. “E isso é ótimo quando ele é um ator. Mas quando ele é um pai, isso é a última coisa que uma filha adolescente quer que o seu pai seja, que é ser espalhafatoso e atrair as atenções para si.”

“Espera aí”, reagiu Jamie Foxx na mesma entrevista. “Tu és um bocado mais espalhafatosa. E, por isso, tínhamos todas estas histórias hilariantes. E pensámos: porque não criar uns episódios para uma série de televisão?”

A produção tem um tom leve e animado, apesar de algum humor politicamente incorreto e muitas piadas que poderiam estar em sitcoms dos anos 90 ou 80. Frequentemente, Brian quebra a quarta parede e olha diretamente para a câmara para falar com os espectadores.

Além disso, Jamie Foxx vai interpretando outras pequenas personagens, quase caricaturais, o que pode tornar algo difícil a história ser tão envolvente, tendo em conta que a estrutura de sitcom molda-se a estes quase sketches de humor (onde Foxx também interpreta figuras públicas da vida real, desde Barack Obama a Dave Chappelle, passando por Floyd Mayweather). Pelo meio há ainda alguns momentos mais dramáticos, sobretudo relacionados com a morte da mãe de Sasha.

David Alan Grier, que tinha trabalhado com Jamie Foxx em “In Living Color”, interpreta o seu pai nesta série. Jonathan Kite faz de Johnny, amigo de longa data de Brian e polícia. E Porscha Coleman faz de Chelsea, a sua irmã.

O elenco inclui ainda Heather Hemmens, Keith Jefferson, Roy Williams Jr., Valente Rodriguez, Miracle Reigns, Cleo Berry, David Rosenblatt, Harry Zinn e Zaria, entre outros.

Se quiser descobrir outras das principais séries que estreiam na televisão ou nas plataformas de streaming neste mês de abril, carregue na galeria.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT