Televisão

A nova minissérie de Anya Taylor-Joy estreia esta semana em Portugal

Trata-se de uma produção histórica de três episódios, que inclui navios portugueses de escravos, com a estrela de “Gambito de Dama”.
Foi gravada antes de "Gambito de Dama".

Depois de ter brilhado no filme independente “A Bruxa: A Lenda de New-England”, mas antes de alcançar a fama mundial com a minissérie da Netflix “Gambito de Dama”, Anya Taylor-Joy gravou uma pequena produção televisiva para a BBC chamada “O Miniaturista”.

Estreou em 2017 no Reino Unido, com dois episódios — no ano seguinte, estreou nos EUA, através da PBS, que fez uma remontagem da história para passar a ter três capítulos. É esta versão americana que estreia esta terça-feira, 29 de junho, em Portugal — pode descobrir esta minissérie na plataforma de streaming Filmin, sobretudo dedicada ao cinema independente e de autor.

A série de época passa-se em 1686 em Amesterdão, nos Países Baixos, no auge das trocas económicas e comerciais do colonialismo europeu. Por ali há navios portugueses de escravos, mas também navegações que transportam açúcar, entre outros bens exóticos da altura.

Anya Taylor-Joy interpreta Petronella Brandt — tratada por Nella. Ela é uma jovem mulher que perdeu o pai e, atormentada por dívidas, aceita casar-se com um comerciante abastado. O seu marido ausente oferece-lhe uma casa de bonecas. É a forma de recompensar a sua distância (física e emocional) — para que a protagonista tenha algo com que se entreter.

Nella acaba por contratar a “miniaturista” que está no título da série para compor a sua pequena casa de nove divisões. Só que esta artesã local é bastante misteriosa — e as miniaturas vão acabar por representar (e desvendar) segredos da sua nova família e da cidade de Amesterdão.

Nella vive com o marido Johannes e com a sua irmã fria, Marin, além dos servos Otto e Cornelia. A casa de bonecas tem vários detalhes que, estranhamente, estabelecem paralelos com a realidade, e com a habitação verdadeira onde residem. 

Aos poucos, vai descobrindo os imensos segredos obscuros que aquela família disfuncional guarda — até porventura se arrepender de ter aceitado ser mulher de Johannes Brandt.

A produção, baseada no bestseller de Jessie Burton com o mesmo título, foi realizada pelo espanhol Guillem Morales (“Os Olhos de Júlia”). As gravações aconteceram mesmo nos Países Baixos, mas na cidade de Leiden.

O elenco inclui ainda Romola Garai, Hayley Squires, Alex Hassell, Geoffrey Streatfeild, Caolan Byrne, Paapa Essiedu, Sally Messham, Ian Hogg, Aislín McGuckin e Emily Berrington, entre outros.

A minissérie foi relativamente elogiada pela crítica especializada internacional, sobretudo pela qualidade da realização e direção de fotografia, mas também foram apontadas algumas falhas. A revista americana “IndieWire”, por exemplo, disse que a produção tinha um desenvolvimento de personagens fraco.

A revista “Variety” defendeu o mesmo, acrescentando ainda que “O Miniaturista” não alcança todo o potencial que tinha. “Tal como a casa de bonecas no centro da história, é melhor a apresentar versões fac-símiles do que personagens que pareçam reais.”

Leia também o artigo da NiT sobre a ascensão e história de Anya Taylor-Joy. E carregue na galeria para conhecer outras das últimas novidades da televisão e das plataformas de streaming.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT