Televisão

A nova série documental da Netflix sobre um culto que atraiu tiktokers

"Dançar Para o Diabo: O Culto 7M do TikTok" estreou esta quarta-feira. Já é a segunda produção mais vista da plataforma.
Já está no top.

Graças ao TikTok, vários artistas que ninguém conhecia tornaram-se em estrelas globais de um dia para o outro. A aplicação é um atalho para a fama e muitos aspirantes a influencers veem ali o seu futuro e a possibilidade de obterem dinheiro e patrocínios para fazerem aquilo que mais gostam — que muitas vezes é apenas dançar.

Tal como em todas as indústrias, existem depois aquelas pessoas que encontram nas redes sociais a forma ideal para influenciarem jovens negativamente. É precisamente sobre isto que fala “Dançar Para o Diabo: O Culto 7M do TikTok”, que estreou na Netflix esta quarta-feira, 29 de maio — e já é a segunda série mais vista da plataforma atualmente, ficando apenas atrás de “Bridgerton”.

A série documental acompanha um grupo de dançarinos que ganhou fama através do TikTok e que se encontra preso num culto disfarçado de empresa de gestão chamada 7M. Entre o grupo de influencers está a dançarina Miranda Wilking. Ao longo dos episódios, vemos a sua família em aflição e desesperados para a conseguirem tirar da situação em que, sem querer, se colocou.

À medida que outros criadores de conteúdo e ex-agenciados da empresa escapam e trabalham para reconstruírem as suas vidas, percebem que aquele mal só pode ser travado caso se juntem e revelem tudo à polícia.

A série documental de três episódios reúne depoimentos de diversas vítimas e familiares na tentativa de expor as táticas usadas por organizações semelhantes à 7M.

Carregue na galeria e conheça outras séries e temporadas que estrearam em maio nas plataformas de streaming ou canais de televisão.

Áudio deste artigo

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT