Televisão

A nova temporada de “Anatomia de Grey” vai ser sobre a Covid-19

As gravações ainda não arrancaram, exatamente por causa da pandemia — e a última temporada até teve de acabar mais cedo.
A série estreou em 2005.

Em abril, a 16.ª temporada de “Anatomia de Grey” teve que terminar mais cedo por causa da pandemia. A showrunner da série, Krista Vernoff, admitiu que o guião teria de mudar para os episódios seguintes — não era possível começarem uma nova temporada com as narrativas que seriam para os últimos capítulos de uma temporada.

Esta terça-feira, 21 de julho, Vernoff disse num painel, segundo a revista americana “Entertainment Weekly”, que “Anatomia de Grey” vai abordar a pandemia da Covid-19 na nova temporada. “Não há forma de sermos uma série de médicos há tanto tempo e não cobrir a história médica das nossas vidas.”

Krista Vernoff contou ainda que os argumentistas da produção têm-se encontrado com médicos da vida real para que estes partilhem as suas histórias da pandemia.

“Todos os anos, temos médicos a contar-nos histórias, e normalmente são super divertidas ou malucas. Este ano tem sido mais como terapia. Somos as primeiras pessoas com quem eles estão a falar sobre este tipo de experiências. Eles estão literalmente a tremer e a tentar não chorar, pálidos, a falar disto como se fosse uma guerra — uma guerra para a qual eles não foram treinados.”

As gravações ainda não arrancaram, precisamente por causa da pandemia — nem há uma nova data prevista para o recomeço. Mas os guionistas têm estado a trabalhar no enredo da 17.ª temporada.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT