Televisão

“Peaky Blinders”: última temporada já estreou, mas não há data de chegada a Portugal

A família Shelby enfrenta vários desafios, naquela que promete ser uma das melhores temporadas de sempre.
"Peaky Blinders" vai na sexta temporada.

É uma das séries mais populares dos últimos anos e prepara-se para chegar ao fim. Falamos de “Peaky Blinders”, produção britânica original da BBC, que em Portugal é transmitida na Netflix. Este domingo, 27 de fevereiro, estreia no Reino Unido a sexta e última temporada da história. Só alguns meses depois — após ser emitida na BBC — irá chegar ao catálogo nacional da plataforma de streaming. Ainda não há data prevista.

Se é um fã de “Peaky Blinders”, talvez se recorde que a narrativa ficou pendurada no final da quinta temporada. Atormentado por tudo o que está a acontecer, Thomas Shelby encosta uma pistola à própria cabeça. Por não ter conseguido gerir bem a relação com o político fascista Oswald Mosley e por ter um rival de perigo dentro do próprio clã.

Michael Gray passou de protegido a aspirante a líder dos Peaky Blinders — e fez uma jogada para retirar a liderança a Tommy. “Eles vão chocar, mas ao mesmo tempo são família”, realça o ator Finn Cole, que interpreta Gray, em declarações à revista “Entertainment Weekly”. 

O que Tommy vai ter de fazer nesta sexta temporada, portanto, é proteger o império que construiu ao longo dos últimos anos — que começou como um gangue de rua em Birmingham e se tornou numa organização criminosa internacional, com influência na política do país.

Como sempre, a nova temporada avança um par de anos. O enredo irá passar-se nos anos 30, nos anos que antecedem a Segunda Guerra Mundial — cujos indícios já foram aparecendo na última temporada da série.

“Temos identificado a sua inabilidade para lidar com o trauma”, diz, por sua vez, o ator Cillian Murphy, falando com a mesma publicação sobre a sua personagem, o protagonista Tommy. “Isso apanha-te e é o que acontece no final da quinta temporada. E à medida que a série avança, as ameaças que vêm de todos os lados motivam-no a proteger cada vez mais a sua família, o gangue e o seu império.”

O ator diz ainda sobre a evolução de “Peaky Blinders”: “As séries de televisão podem estagnar. Encontram o seu tom e mantêm-no. Estou muito orgulhoso porque cada temporada se tornou mais rica e profunda. E nesta sexta temporada, esse é definitivamente o caso. Estávamos determinados a torná-la brilhante.”

A produção da última temporada da série não correu como esperado. A pandemia obrigou a diversos adiamentos. E a atriz Helen McCrory, que interpretava a carismática tia Polly, morreu vítima de cancro. Está confirmado que McCrory vai aparecer, de alguma forma, nesta derradeira temporada.

O criador de “Peaky Blinders”, Steven Knight, adiantou ainda que o filme que está previsto que conclua a saga — depois da sexta temporada —, deverá começar a ser gravado dentro do próximo ano e meio. E existem outros projetos previstos.

“De acordo com a estrutura que desenharmos para o filme, vamos colocar em marcha alguns spinoffs que farão parte do mesmo universo.”

Enquanto espera pela estreia de “Peaky Blinders” na Netflix em Portugal, carregue na galeria para conhecer outras séries que pode ver mais brevemente.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT