Televisão

Pode começar a dizer adeus aos saltos temporais em “House of the Dragon”

Segundo Matt Smith, que interpreta Daemon Targaryen, o salto de dez anos dado no episódio seis será o último.
A série vai entrar num novo ciclo

Vimos apenas seis episódios, mas a viagem pelo mundo de “House of the Dragon” tem sido tudo menos calma. Entre a linha temporal aos sobressaltos e a mudança constante de atores, não tem sido fácil acompanhar tudo o que acontece na prequela de “A Guerra dos Tronos”. Isso parece estar prestes a mudar.

Ao fim de dois episódios, já a série dava um enorme salto de três anos, o que colocava Alicent ao lado do rei e já com um filho e grávida de outro. A transição para o mais recente episódio obrigou até à mudança de atores, com Olivia Cooke a assumir o papel de Alicent e Emma D’Arcy a substituir Milly Alcock como Rhaenyra.

Felizmente, segundo Matt Smith, que interpreta Daemon Targaryen, a linha temporal vai finalmente estabilizar, não só nesta temporada, mas nas restantes duas, já praticamente garantidas pela HBO.

O ator aproveitou uma presenta no podcast Happy Sad Confused para fazer a revelação. “Assim que dermos este último salto, estamos bem. Tenho quase a certeza que não haverá nenhum salto gigante para o futuro, sobretudo nas próximas duas temporadas”, frisou.

Disse, contudo, que era uma “quase certeza” e falou em “saltos gigantes”. Isso poderá significar que, até ao encerrar da primeira temporada — restam quatro episódios —, poderá haver ainda algum salto temporal e alguma alteração nos elenco.

Os sucessivos saltos têm perturbado alguns fãs, apesar de a série ter batido recordes e se ter mostrado um sucesso perante os críticos. Será, eventualmente, um mal necessário para dispor as peças do xadrez de Westeros, antes dos grandes acontecimentos que estão ainda por chegar.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT