Televisão

Quem é quem na nova “American Crime Story” — sobre o assassinato de Gianni Versace

A família e marca do estilista não aprovou a série sobre o misterioso homicídio.

A morte mediática do estilista é o grande caso.

Esta saga promete: depois do sucesso da primeira temporada de “American Crime Story”, sobre o assassinato da ex-mulher de O.J. Simpson e do seu julgamento — que venceu dois Globos de Ouro —, é contada a história de outro homicídio mediático, o do estilista Gianni Versace, em 1997.

A segunda temporada estreia em Portugal esta quinta-feira, 25 de janeiro, às 23h10, na Fox Life. A história chocou o mundo. Um dos maiores estilistas do mundo, no auge da carreira, que vestia pessoas como Madonna, Elton John ou a Princesa Diana, foi assassinado de forma misteriosa e a sangue frio.

Foi a 15 de julho de 1997. Gianni Versace voltava para a sua mansão em Miami Beach, nos EUA, depois de uma visita de manhã a um café, quando foi alvejado duas vezes à queima-roupa.

O assassino? Andrew Cunanan, um jovem de 27 anos que já tinha assassinado quatro outras pessoas nas últimas semanas. Estava na lista dos Dez Fugitivos Mais Procurados do FBI e estava montada uma caça nacional ao homem.

As autoridades acreditavam que Cunanan — um jovem inteligente e profundamente desequilibrado —, estava a atacar ex-amantes, porque poderia ter descoberto recentemente que tinha o vírus HIV — mas a verdade é que não era seropositivo.

A polícia confirmou essa informação quando fez a autópsia do assassino. Oito dias depois de ter morto Gianni Versace, Andrew Cunanan suicidou-se com a mesma arma com que cometeu alguns dos crimes (e que roubou à primeira vítima), numa casa de barco, a poucos quilómetros da mansão de Versace.

Nos últimos 20 anos, a família sempre negou que Gianni Versace conhecia o seu assassino, apesar de várias testemunhas dizerem o contrário e falarem sobre vários encontros. Ambos frequentavam espaços da comunidade gay local e tinham amigos em comum. Vários rumores também sugeriam que Cunanan tinha sido um prostituto naquele meio, e que Versace teria sido seu cliente.

A nova temporada de “American Crime Story” baseia-se no livro “Vulgar Favors: Andrew Cunanan, Gianni Versace, and the Largest Failed Manhunt in U.S. History”. Foi escrito por um colaborador da revista “Vanity Fair”, Maureen Orth, o primeiro a escrever na imprensa que o assassino e Versace já se conheciam.

O primeiro episódio da série começa precisamente com o assassinato. Depois, há outros oito a acompanhar o caso mediático e toda a investigação.

Carregue na imagem para perceber quem é quem na nova temporada de “American Crime Story”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT