Televisão

“Reservation Dogs”: vêm aí os derradeiros episódios da série que mudou mentalidades

A terceira e última temporada da série chega esta quarta-feira, 29 de novembro, à plataforma de steaming Disney+.
A série chega 29 de novembro à Disney+.

“É a primeira vez na história que estamos a ser representados na televisão desta forma”, confessou Sterlin Harjo, criador e argumentista de “Reservation Dogs”, ao “IndieWire”. O cineasta nativo-americano falava a propósito da estreia da terceira e última temporada da série, que chega à Disney + esta quarta-feira, 29 de novembro, na Disney+.

Criada em parceria com Taika Waititi (“Thor: Ragnarok”, “O Que Fazemos nas Sombras”), a trama deste trabalho explora a vida de quatro adolescentes de descendência indígena, Bear, Elora, Willie Jack e Cheese, interpretados, respetivamente, por D’Pharaoh Woon-A-Tai, Devery Jacobs, Paulina Alexis e Lane Factor. Os jovens cometem pequenos delitos na cidade natal (no Oklahoma) e sonham reunir dinheiro para se conseguirem mudar para a Califórnia.

No final da última temporada, o quarteto conseguiu finalmente chegar ao destino. Agora, o objetivo de Harjo é fazer com que as personagens regressem ao Oklahoma numa narrativa que continue a fazer sentido e que seja cativante para as audiências.

O fim da série foi recebido com surpresa por muitos, especialmente tendo em conta que teve apenas três temporadas. Contudo, o argumentista considera que “faz todo o sentido” encerrar aqui esta jornada.

“Ter oportunidade de mostrar uma nova perspectiva das pessoas e cultura indígenas foi uma dádiva. Acima de tudo, poder participar numa produção escrita, dirigida e interpretado por povos nativos foi um sonho. Contámos as nossas histórias, que representam o nosso povo. Sabemos que é uma responsabilidade enorme e não a tomamos de ânimo leve”, detalhou Harjo.

“Quando tivemos a ideia de criar ‘Reservation Dogs’, não acreditava que chegasse a avançar. Felizmente, aconteceu”, escreveu no Instagram. “O nosso primeiro objetivo, o mais imediato, era mostrar ao mundo o nosso humor. Queríamos mostrar como os nativos são engraçados. Muitas representações dos nossos povos, na televisão e no cinema, são totalmente imprecisas. E a maioria é falsa”, argumentou.

“Foi um presente para nós mostrar ao mundo uma perspetiva diferente destas pessoas e da nossa cultura. Acima de tudo, foi um sonho colaborar e fazer uma série totalmente escrita, realizada e protagonizada por nativos-americanos. Estas são as nossas histórias, e elas representam o nosso povo. Sabemos que é uma responsabilidade enorme e não levamos isso de ânimo leve”, reforçou o cineasta.

“Reservation Dogs” foi pioneira moderno na representação destas pessoas na televisão e no grande ecrã. Séries como “Rutherford Falls” (cancelada após duas temporadas), “Dark Winds” ou “Echo” (produção da Marvel com estreia marcada para 10 de janeiro) e o filme “Prey” (uma adaptação de “Predador” onde o monstro enfrenta uma jovem Comanche) tem sido elogiados pela crítica.

“Nunca houve muitas oportunidades para os nativo-americanos em termos de papéis e representação, nem para trabalhar atrás das câmaras”, explicou a protagonista de “Prey”, Amber Midthunder, em entrevista à “IndieWire”. “Quando o meu pai [David Midthunder] começou a atuar, muitas vezes interpretava personagens espirituais ou então completamente selvagens e violentos”, explicou.

“O facto de existirem séries como ‘Reservation Dogs’ deixa-me muito orgulhosa. Espero ver outros projetos que mostrem que os povos indígenas sempre foram contadores de histórias. É assim que preservamos a nossa cultura. Isto é apenas o começo”, reforçou.

Apesar do final do projeto de Sterlin Harjo, isto não significa que a porta deste universo tenha sido definitivamente encerrada. O argumentista pretende continuar a trabalhar em spinoffs e dar continuidade à narrativa. “Há várias personagens que podemos acompanhar. Temos muitas histórias para contar”, revelou.

Carregue na galeria para conhecer todas as séries que chegaram à televisão e às plataformas de streaming em novembro.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT