Televisão

Rick Grimes voltou — para o último episódio de sempre de “The Walking Dead”

A série terminou definitivamente esta segunda-feira, mas vêm aí vários outros projetos dentro deste universo.
Rick Grimes regressou para o último episódio.

O final já estava anunciado há dois anos, mas só aconteceu esta segunda-feira, 21 de novembro. “The Walking Dead” chegou ao fim 12 anos depois da estreia, numa altura em que diversos spinoffs deste universo de zombies adaptado da banda desenhada já foram apresentados ao público. A série começou como um grande sucesso, com uma enorme base de fãs, mas progressivamente foi perdendo espectadores — ainda que tenha mantido um núcleo duro de admiradores devotos. Em Portugal, sempre foi transmitida na Fox.

No quinto episódio da nona temporada Rick Grimes (Andrew Lincoln), o protagonista da história, abandonou a produção. O ator britânico desejava passar mais tempo com a família e por isso teve de se despedir deste universo — embora tenha sido anunciado pouco tempo depois que irão ser realizados filmes de “The Walking Dead” centrados na sua personagem.

No último episódio de sempre, a maior surpresa foi o regresso de Rick Grimes e da sua adorada Michonne (Danai Gurira). “Desde a primeira proposta que fiz para o final da série, disse à estação e aos produtores: ‘Olhem, sinto realmente que a história não vai ficará completa a não ser que tenhamos o Rick e a Michonne de volta. Sei que existem todas estas implicações de universo sobre as quais não tenho o controlo total. Mas faço questão de frisar que esta é a versão ideal’”, terá revelado há alguns anos a showrunner Angela Kang, citada agora pela revista “Entertainment Weekly”.

Ambas as personagens tinham destinos incertos. Os espectadores (e as restantes personagens) não sabiam do seu paradeiro, ou se estavam vivos ou mortos. Quando os reencontramos, não estão juntos — nem sequer os vemos exatamente na mesma linha temporal. Vemos um Rick de aspeto desgastado e descalço que atira as suas botas, o seu diário e telemóvel para dentro de uma mala, que se apressa a esconder porque se aproxima um helicóptero da Civic Republic Military (CRM). Depois de ter escapado das suas mãos, parece que está prestes a ser recapturado. 

Mais tarde, Michonne é vista com a mesma mala — e lê as palavras de Rick e escreve as suas no tal diário. Significa que Michonne está no caminho certo para encontrar Rick e que não falta muito tempo — esse reencontro está mais do que confirmado porque ambos vão protagonizar uma nova série do universo de “The Walking Dead”. No final da história principal vemos ainda Michonne, no seu cavalo e com a sua armadura e espada, a enfrentar um enorme grupo de walkers.

Entretanto, uma voz dirige-se a Rick do helicóptero, explicando-lhe que terá de se render. “Vá lá, Rick. É como ela te disse: aqui não há escapatória para os vivos.” Os espectadores veem depois uma cidade devastada — que parece ser Filadélfia.

De repente, aparecem os rostos de muitas das personagens icónicas de “The Walking Dead” que foram deixando a série ao longo dos anos. Todos repetem as mesmas palavras, uma frase de perseverança que Rick imortalizou há já algum tempo: “Nós somos os que vivem”. E, numa última cena, Judith está em Hilltop e vira-se para RJ: “Nós podemos começar de novo. Nós somos os que vivem”. 

A 11.ª temporada de “The Walking Dead” marca o fim da série original. Mas estão confirmados vários spinoffs. Maggie e Negan vão agora protagonizar “The Walking Dead: Dead City”, uma história passada em Nova Iorque. “Daryl Dixon”, como o nome indica, vai focar-se por completo na personagem de Norman Reedus e será uma narrativa passada sobretudo em França. E Rick e Michonne vão então reunir-se num terceiro spinoff, ainda sem título confirmado — projeto que substituiu a planeada trilogia de filmes com Rick, que caiu por terra.

Carregue na galeria para conhecer séries (ou temporadas) novas para descobrir nos próximos dias.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT