Televisão

RTP vai aplicar novas medidas internas para prevenir casos de assédio sexual

As denúncias recentes levaram à imposição de um novo código laboral. TVI também estará a preparar um plano semelhante.

Será um código laboral específico que irá conter medidas antiassédio e que será aprovado pela nova administração. A informação é avançada pelo “Público”, que revela também que a TVI prometeu rever igualmente o código de conduta.

Estas são as primeiras consequências da versão do movimento MeToo em território português, lançado inicialmente pelas revelações da atriz Sofia Arruda, que confessou ter sido vítima de assédio sexual no trabalho. A ela, muitas outras se seguiram — recorde o artigo da NiT sobre todas as revelações do caso.

“Está a ser trabalhado há algum tempo um código específico antiassédio, que já foi objeto de interação com algumas áreas da RTP. Este novo código está em fase de finalização e deverá ser uma das primeiras medidas a serem aprovadas pela nova administração da RTP”, explicou fonte oficial do canal ao diário, sublinhando que se trata de uma medida que estaria a ser trabalhada antes da recente avalanche de confissões.

No caso da TVI, detida pela MediaCapital, o canal compromete-se a fazer uma nova revisão do código de conduta, tornando-o mais eficaz para detetar e tratar casos de assédio sexual. A SIC, por seu lado, tem já um código específico para esses casos desde 2016.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT