Televisão

Stallone apaga tatuagem da mulher e troca-a por um cão — vem aí divórcio

A estreia do seu novo filme, “Samaritano”, fica marcada pelo polémico anúncio do fim da relação de 25 anos com Jennifer Flavin.
Conheceram-se em 1988 e casaram em 1997

A enorme e potencialmente dolorosa tatuagem que Sylvester Stallone fez em 2007 ocupava todo o ombro. No desenho, o retrato da mulher, Jennifer Flavin, que conheceu em 1988 e com quem casou em 1997. O símbolo de lealdade deveria durar até à eternidade, mas nos últimos dias, o ator de “Rocky” tomou uma decisão drástica: trocar a imagem de Flavin pela do seu cão na saga do pugilista, um Bull Mastiff chamado Butkus.

A transformação da tatuagem foi rapidamente publicada e apagada pelo seu tatuador e coincidiu com uma notícia inesperada. A 18 de agosto, Jennifer Flavin apresentou nos tribunais um pedido de divórcio para pôr fim a um casamento com 25 anos. Não se sabe se a mudança da tatuagem ocorreu antes ou depois do anúncio. Mas mais surpreendente é o aparente motivo do desenlace, revelado por várias fontes próximas do casal: a adoção de um novo cão de família.

O momento turbulento chega numa altura em que Stallone se prepara para receber as críticas ao seu novo filme, “Samaritano”, que estreou sexta-feira, 26 de agosto, na Amazon Prime Video. Na produção, o ator de 76 anos mergulha no mundo dos super-heróis. Joe Smith é um super-herói na reforma. Em tempos, foi o defensor da cidade, uma metrópole ficcional chamada Granite City. Com o avançar da idade, decidiu deixar a luta e assumir uma identidade fictícia como homem do lixo.

A nova vida pacata é agitada com a chegada de Sam (Javon Walton), um rapaz de 13 anos que se convence de que Smith é, na verdade, um homem com superpoderes — o bom velho Samaritano, como era conhecido. Mesmo a tempo de o convencer a regressar ao seu antigo papel de super-herói para derrotar o novo magnata do crime que ameaça a cidade. O filme de ação é produzido pela empresa de Stallone.

Entretanto, Stallone encontrava-se a preparar as gravações do seu próximo trabalho, a série “Tulsa King”. Segundo a “PageSix”, que cita fontes próximas do casal, tudo parecia normal entre Stallone e Flavin, pelo menos até ao anúncio oficial feito pela mulher do ator. “É com imensa tristeza que após 25 anos de casamento, pedi o divórcio do meu marido Sylvester Stallone”, revelou num anúncio público. “Guardarei para sempre a relação de mais de 30 anos e sei que estamos ambos dedicados a criar as nossas belas filhas.”

Segundo o processo, Flavin alega que Stallone tem “ativamente e intencionalmente feito desaparecer os bens matrimoniais” e, por isso, pediu que o ator fosse impedido de vender ou transferir a posse de quaisquer bens, enquanto o divórcio prossegue nos tribunais. Do lado do ator, pouca ou nenhuma reação pública se registou, mas amigos têm anonimamente dado conta do que tem acontecido.

“É ridículo. Ninguém sabe porque é que alegaram isso no divórcio. É uma mentira. O Sly não vendeu sequer uma T-Shirt”, revela a “Page Six”. “O objetivo dele era o de resolver tudo com a Jennifer. Agora, ela decidiu tornar tudo público e ninguém sabe o que poderá acontecer.”

Oficialmente, Stallone emitiu apenas um curto comunicado. “Amo a minha família. Estamos a resolver estes problemas pessoais de forma amigável e privada.”

A história tornou-se ainda mais bizarra depois de feita a revelação, por parte do “TMZ”, de que a discussão que originou o divórcio surgiu por causa do novo animal de estimação do ator. Stallone terá adotado um cão, um rottweiler a quem chamou Dwight, em homenagem à sua personagem da série “Tulsa King”.

Aparentemente, a decisão não foi bem acolhida por Flavin, mesmo perante a desculpa de que o cão teria sido comprado para ajudar a proteger a família. A mulher não terá gostado da ideia, até porque a família já tem outros dois cães, e terá recusado. A discussão terá sido o culminar de vários problemas e deu origem à decisão final de avançar para o divórcio.

Não surpreende, contudo, a reação do casal perante uma disputa que concerne os animais de estimação. Em 2013, Stallone confessou publicamente ter ficado chocado quando percebeu que Flavin mandou esterilizar um dos seus cães à sua revelia. O ator tinha uma forte ligação com o cão que, dizia, era o seu “companheiro masculino”.

A mudança na tatuagem

“Tudo naquela casa é feminino. Queria ter um companheiro masculino”, explicou. “Ele tinha uma coisa… o sistema reprodutor dele é assim para o avermelhado, quase como azevinho. E a minha mulher disse: ‘Isto não combina com os meus cortinados’. Um dia saio e quando volto a casa, o cão tinha sido esterilizado. ‘O que é que aconteceu ao material?’, questionei.”

Stallone viu-se obrigado a pôr um fim aos rumores. “Não terminámos a nossa relação por causa de uma discussão tão trivial. Apenas seguimos direções diferentes. Tenho o máximo de respeito pela Jennifer e vou amá-la para sempre. É uma mulher incrível e o ser humano mais carinhoso que conheci.”

Mesmo assim, fontes revelam que Stallone terá sido completamente surpreendido pelo pedido de divórcio. Flavin descreveu o casamento como “irremediavelmente arruinado” e pediu ao tribunal que o expulsasse da mansão onde vivem, na Florida, pelo menos até ao final do processo, bem como a divisão da fortuna do ator, avaliada em cerca de 400 milhões de euros.

Pais de Sophia, 26, Sistine, 24 e Scarlet, 20, o casal tem sido um caso raro em Hollywood, apesar de Stallone ser vinte anos mais velho do que Flavin. Ainda assim, a relação viveu dias atribulados no seu início.

O casal conheceu-se num restaurante de Los Angeles, em 1988. Flavin tinha apenas 19 anos, estudava psicologia e trabalhava como modelo. Stallone era já uma figura proeminente em Hollywood, um quarentão com fama de mulherengo e dois casamentos falhados.

Começaram a namorar quase imediatamente após se terem conhecido, mas em 1991, Stallone foi talvez demasiadamente honesto numa entrevista. “Quando estamos juntos, é maravilhoso. Quando estamos separados, não existem quaisquer compromissos. É assim que as coisas são: sem compromissos.”

Stallone, Flavin e as três filhas do casal

Flavin haveria de comentar o tema um ano mais tarde. “Não sou ingénua ao ponto de não saber o que poderá acontecer quando não estou presente, ele é um homem de 45 anos. Não posso mudar a sua forma de ser”, notou. “Ainda assim, ele não é um traidor dia sim, dia sim. Passamos cinco das sete noites da semana juntos, por isso ele nem sequer teria muito tempo para isso.”

Em 1994, a relação tremeu, quando Stallone alegadamente terminou a relação através de uma carta — isto depois de a modelo Janice Dickinson afirmar que teve um caso com o ator e que seria ele o pai da sua filha. Um teste de DNA demonstrou que a alegação era falsa — pelo menos a da paternidade — e o casal reatou. Três anos depois, celebravam o casamento que, parece, terá os dias contados.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT