Televisão

“Surviving Summer”: a nova série adolescente que está a conquistar a Netflix

A produção australiana tem dez episódios. Explora relações tumultuosas e problemas típicos dos jovens nesta fase da vida.
Já entrou no top de Portugal.

“Outer Banks” foi um sucesso na Netflix, especialmente entre o público mais jovem. Bom tempo, muitas ondas e drama são algumas das palavras que resumem a série. Dado o fenómeno que se tornou, é compreensível que a plataforma de streaming aposte cada vez mais em produções direcionadas para os adolescentes, ao mesmo tempo que investe em cenários que nem os adultos conseguem resistir. A mais recente série dramática adolescente a chegar à Netflix foi “Surviving Summer”. Neste arranque do mês de junho, o projeto australiano subiu rapidamente até ao top de10 da plataforma.

A personagem principal é Summer Torres (Sky Katz), uma jovem disruptiva com uma infância nada menos do que traumática. Tudo parecia ser um dia normal, enquanto a adolescente quebrava umas pequenas regras ao surfar na piscina local. Porém, ao fazer uma acrobacia, a sua prancha começou a arder. O resultado? Tanto Summer como Margot (Kate Beahan), a sua mãe, acabaram na terapia para aprenderem a lidar com o passado.

Com a situação um pouco mais estabilizada, Margot parte para o Médio Oriente em trabalho, deixando Summer sozinha, algo que não lhe agrada minimamente. É aí que liga a Abbie (Adrienne Pickering), a irmã com quem não fala há uma década. Embora Summer não quisesse abandonar Nova Iorque, onde passou grande parte da sua vida, acaba por ser bem acolhida em Shorehaven, na Austrália. É ali que, pela primeira vez, conhece a tia, o tio Thommo (Dustin Clare), Honey, a sua prima mais nova interpretada por Asmara Feik, e Ari (Kai Lewins), o primo mais velho apaixonado pelo surf — apesar de terem uma relação tumultuosa.

Ari está na sua primeira competição de surf após um acidente que, tal como a prima, deixou-o traumatizado. No primeiro episódio vemo-lo em pânico, com dificuldade em respirar, mas motivado para ganhar àquele que assume ser o seu principal rival, Marlon Sousa (interpretado pelo brasileiro João Marinho).

Não é apenas a competitividade o gatilho para o conflito constante entre ambos. Marlon, um verdadeiro galã, namora com Bodhi Mercer (Savannah La Rain), uma rapariga que Ari não consegue esquecer (nem ignorar). Este triângulo amoroso é um dos enredos secundários da história. Além disso, os dois primeiros episódios permitem-nos descobrir um pouco do seu passado, onde aprendemos que costumavam ser grandes amigos. Na verdade, são estes dois capítulos que nos apresentam as personagens, bem como os seus backgrounds, antes de mudarem a visão do espectador para o grupo no geral, e as suas relações atribuladas — algo que não podia faltar numa série adolescente.

Durante uma parte da produção acompanhamos Summer, que pretende espalhar o caos entre os adolescente de Shorehaven, com esperança de poder voltar à Big Apple. Este sentimento de teen angst muda rapidamente após, juntamente com Ari, ser convidada para uma festa organizada por Bodhi e a amiga Poppy Tetanui (Lilliana Bowrey). Ali, Summer deixa de ser uma pária social e é um fenómeno entre os restantes adolescentes. O primo, contudo, mantém-se mais reservado, à medida que a cólera para com Marlon aumenta.

“Surviving Summer” conta com dez episódios de aproximadamente 30 minutos cada. Apesar de ainda não terem sido publicadas avaliações por parte da crítica especializada, o projeto australiano foi elogiado pelo site “Decider”, que recomenda tanto os adultos como os mais jovens a verem a série, graças às “personagens que têm profundidade e os cenários deslumbrantes”. No IMDb tem 6,2 estrelas , num máximo de dez.

Carregue na galeria para conhecer outras séries que estrearam em junho e que merecem uma oportunidade.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT