Televisão

Tudo o que se sabe sobre a chegada da princesa Diana à nova temporada de “The Crown”

Era um momento ansiado pelos fãs e o teaser da quarta temporada só veio aumentar a expectativa.
Um outro lado de Lady Di.

A primeira declaração à imprensa de Emma Corrin diz bem da responsabilidade do que aí vem. Aos 24 anos, a jovem atriz britânica tem pela frente o maior papel da sua carreira. E logo de uma figura que marcou a história recente do seu país.

“Tenho estado colada à série e só de imaginar que me vou juntar a esta família de atores tão talentosa é surreal. A princesa Diana era um ícone e o impacto que teve no mundo continua a ser profundo e inspirador”, afirmou na sua primeira reação à imprensa, quando se soube que era a escolhida para o papel.

A quarta temporada de “The Crown” estreia na Netflix a 15 de novembro. Enquanto o tempo de espera para os fãs se aproxima do fim, já tivemos oportunidade de ver as primeiras imagens do que aí vem.

“The Crown” tem aos poucos construído um ambiente de culto à sua volta, numa história centrada na Rainha Isabel II mas que atravessa figuras e períodos da história que marcaram o Reino Unido (e que o mundo acompanhou). Da família real a Margaret Thatcher, passando por Winston Churchill, são várias as personalidades que ao longo da série merecem aqui um retrato que quer ser complexo e realista, mostrando as subtilezas e complexidades do poder britânico.

Quem também se estreia nesta temporada é Gillian Anderson, mais conhecida por ter sido a Scully de “Ficheiros Secretos”, que irá interpretar a Dama de Ferro, Margaret Thatcher, talvez a figura mais polarizadora do século XX no Reino Unido. Os primeiros trailers e teaser que a Netflix lançou dão-nos vislumbres de Thatcher, mas Diana é o inevitável destaque. Vemo-la por momentos no icónico vestido, vemo-la apaixonada e só, ou a acenar entre uma multidão que a adora.

Diana tinha 36 anos quando um acidente de carro em Paris lhe roubou a vida. Foi um daqueles momentos raros em que o mundo inteiro parou por uma única pessoa. O funeral que encheu as ruas de Londres foi transmitido em direto na televisão portuguesa. Em todo o mundo, mais de dois mil milhões de pessoas terão assistido em direto às cerimónias fúnebres. Era a princesa do povo, ainda que já estivesse afastada do núcleo da família real.

Para assumir este papel, era preciso encontrar um rosto ainda jovem, que captasse o momento em que conhecemos Diana na nova temporada. A escolha recaiu sobre uma atriz que não tinha sequer dois anos de idade quando Diana morreu. Ainda assim, cresceu ouvindo histórias da princesa, acarinhada entre os britânicos como ninguém.

É ainda uma muito jovem Diana, apaixonada e ingénua, que conhecemos na série e que ao longo dos episódios irá crescer à medida que a ruptura se avizinha. Carlos, já trintão, tinha a responsabilidade de se casar mas faltava encontrar a pessoa certa. Pareceu um conto de fadas durante um tempo, mas depois as coisas mudaram. “The Crown” quer colocar o espectador a acompanhar todo esse processo.

Emma Corrin conta à “Variety” que tinha sido chamada para ler algumas cenas enquanto Diana, numa interação com Camilla Parker Bowles, a mulher que acabaria por conquistar o príncipe Carlos. A dada altura, o realizador Benjamin Caron vira-se para a produtora Suzanne Mackie e pergunta: “já lhe posso dizer?” Não, respondeu Suzanne. Tinham que ler mais uma vez.

Nova leitura e, assim que termina, o realizador nem hesita. Vira-se para Emma e pergunta: “queres ser a nossa Diana?” Na sala estava Josh O’Connor, que assume o papel de príncipe Carlos. À mesma publicação, é ela quem recorda o momento dramático que se seguiu, de explicar a todas as outras atrizes que desejavam o papel que o casting chegara ao fim. “Não tenho memória de nada desde o momento em que me ofereceram o papel até estar no carro a ligar à minha família a contar”, confessa.

View this post on Instagram

tick tock tick tock 15.11.20

A post shared by Emma Corrin (@emmalouisecorrin) on

Para se preparem para o papel, os atores principais de “The Crown” contam todos com treinadores de voz. Geralmente há uma palavra específica que trabalham, para acertar em cheio no sotaque da pessoa que interpretam. “A minha palavra era ‘alright’”, contou a atriz, que disse ainda que se apercebeu de que Diana baixava o tom no final das suas frases, “o que faz a coisa soar um pouco triste”.

O que aí vem é toda uma temporada de dez episódios em que os dois atores já sabiam que no final teriam de passar o testemunho a outros atores. O pior, para Emma, foi ter terminado as filmagens num dia e no dia seguinte já estavam todos em confinamento. Mal deu para as despedidas. Apesar de tudo, uma das coisas de que tem mais saudades é precisamente o tal trabalho de voz. “Adoro a voz dela, tenho tantas saudades disso”.

Apesar de tudo, este ano de pandemia não está a ser nada mau para a atriz. Depois de a termos visto no papel de Miss no recente “Mulheres ao Poder”, vem aí uma interpretação que certamente lhe marcará o resto da carreira.

Esta quarta temporada de “The Crown”, que chega a 15 de novembro, centra-se nos finais dos anos 70 e em particular na década de 80. Entretanto, já se sabe que a atriz australiana Elizabeth Debicki vai assumir o papel de Diana já mais adulta, na quinta e sexta temporadas da série. Serão as últimas do projeto. O nome de Dominic West, protagonista de “The Wire”, tem sido apontado como o provável príncipe Carlos nas futuras temporadas.

Com a curiosidade em alta com o que aí vem? Carregue na galeria e aproveite para descobrir mais imagens da nova temporada de “The Crown”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT