Televisão

Ucranianos estão furiosos com a nova temporada de “Emily in Paris”

O ministro da cultura do país enviou mesmo uma carta à Netflix por causa do "estereótipo inaceitável" de uma das personagens.
Petra não fica bem na fotografia

Provavelmente terá mais com que se preocupar, mas Oleksandr Tkachenko tirou parte do seu dia de trabalho para escrever uma reclamação furiosa dirigida à Netflix. Depois de a enviar, atirou-se à plataforma e aos criadores da série de sucesso “Emily in Paris” através das redes sociais.

“Há uma imagem caricaturada de uma mulher ucraniana que é inaceitável. É insultuosa. É assim que os ucranianos são vistos no estrangeiro?”, escreveu numa publicação feita no Telegram. Tkachenko refere-se a Petra, a personagem interpretada por Daria Panchenko, que é uma das novidades da temporada.

A ucraniana que vive atemorizada pela ameaça de deportação é também mostrada a roubar peças de roupa numa loja. E é retratada como uma personagem com um péssimo estilo, talvez a ofensa menos grave, mas não menos incómoda, pelo menos na perspetiva ucraniana.

“Somos vistos como pessoas que roubam? Que querem ter tudo de borla, que têm medo de ser deportados? Não devia ser esse o caso”, notou o ministro da cultura ucraniano. “A Netflix conhece bem a Ucrânia — basta dizer que muitas das cenas das ruas de Paris que aparecem no filme ‘The Last Mercenary’ foram filmadas em Kiev. Mais: a popularização da nossa cultura permitiu que americanos e europeus conheçam os nossos artistas, da maestrina Oksana Lyniv à tenista Elina Svitolina, à cantora Jamala, a designer Vita Kin.”

Tkachenko não desiste. “Mas provavelmente não é suficiente e teremos de continuar a combater os estereótipos. Porque, se nos anos 90 e 2000, os ucranianos eram retratados como gangsters, com o tempo, isso mudou.”

A série de sucesso vai na sua segunda temporada e tem como protagonista Lily Collins, que retrata a vida de uma americana a morar em Paris. Esta combinação de culturas e de nacionalidades tem levado a várias críticas, sobretudo devido aos estereótipos. Muitos acusam a série de retratar os franceses como caricaturas, sempre de boina, de cigarro na mão e altamente promiscuas.

É fã de “Emily in Paris”? Então tem mesmo que espreitar os outfits da nova temporada. Carregue na galeria para os conhecer.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT