Televisão

Vai chegar à televisão portuguesa uma série documental sobre os segredos sexuais de Hitler

Do testículo único que tinha e que lhe valeu bullying em miúdo ao suicídio de amantes. Canal História vai mostrar um outro lado do líder nazi.
Um outro lado do ditador.

É o homem responsável pela maior guerra da história da humanidade. E tudo começou com base na ideia de supremacia racial. Quase oito décadas após o desaparecimento de Adolf Hitler, o homem que liderou os nazis continua a ser motivo de análise nos nossos tempos.

A ascensão de Hitler já tem sido bastas vezes documentada, incluindo pelos episódios pessoais. O facto de ter sido um artista frustrado, rejeitado pela Academia de Belas Artes de Viena, marcou a sua relação com a arte mesmo durante a guerra, por exemplo.

Em março, o Canal História vai focar as suas atenções num outro lado mais pessoal, e nem sempre falado, do homem cujas ideias e ambições levaram à morte de milhões de pessoas, dos campos de concentração aos campos de batalha. “Os segredos sexuais de Hitler” é o novo projeto do Canal História que conta ao todo com quatro episódios, que serão transmitidos nas últimas segundas-feiras do mês de março, nos dias 22 e 29, a partir das 22h15.

Em destaque vão estar fetiches, complexos sexuais, problemas de saúde, traumas de infância, em que era gozado por só ter um testículo, ou sua relação com drogas como a metanfetamina — uma droga que foi usada por soldados germânicos logo nas primeiras invasões na Europa.

Também as relações pessoais, muitas vezes falhadas, de Hitler vão ser assunto. “Uma das suas amantes suicidou-se e a única mulher que Hitler amou verdadeiramente, e que era filha da sua madrasta, também acabou por pôr termo à própria vida”, destaca o canal no lançamento da programação para o próximo mês.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT