Televisão

Vem aí um ciclo de Chuck Norris vintage para ver na televisão

Entre esta sexta-feira e o domingo, a Fox Movies vai passar vários filmes do ator americano.
Chuck Norris, um clássico dos anos 80.

Vamos começar em modo choque: Chuck Norris tem 80 anos de idade. Parece impossível, é verdade. Afinal de contas, falamos do mestre de artes marciais e de filmes de ação que no ano 2020 continua a merecer compilações dos melhores memes e piadas — que são invariavelmente sobre coisas só possíveis com Chuck Norris.

Durante os anos 90, o seu look à cowboy e golpes de artes marciais tiveram casa própria na série “Walker, o Ranger do Texas”. Mas há mais na história do ator e tudo começou numa impressionante sequência de vários minutos de luta contra o eterno Bruce Lee, no clássico “A Fúria do Dragão”, de 1972.

O papel que o lançou ainda colocava Chuck Norris do lado dos maus da fita. Porém, foi uma oportunidade para o ator, que acabou mesmo por lhe abrir o caminho a uma carreira de protagonista.

Nos anos seguintes, o ator e artista marcial iria surgir cada vez mais no ecrã, até que chegámos à era dourada dos filmes de ação, os anos 1980. Foram tempos incríveis em que alguma falta de qualidade e realismo era compensada com mortes em catadupa.

Havia um cenário natural de selva onde as metralhadoras ecoavam. Arnold Schwarzenegger, por exemplo, teve “Comando”. Sylvester Stallone fez escola com Rambo. Já Chuck Norris andou “Desaparecido em Combate”. Por três vezes.

A Fox Movies vai dedicar um ciclo especial à trilogia. Começa já esta sexta-feira, com a exibição do primeiro filme. Sábado e domingo seguem-se repetidamente o segundo e o terceiro. As sessões de cinema em casa são sempre às 22h30.

No centro dos filmes está James Braddock, que vai andar sempre pelas selvas do Vietname a salvar prisioneiros. É Chuck Norris em modo vintage, contra maus da fita unidimensionais, que são azelhas a disparar e têm gosto em torturar pessoas. E o nosso herói a enfrentar (e chacinar) batalhões inteiros, não só armado até aos dentes mas recorrendo aos seus clássicos golpes de artes marciais.

Há um site curioso, chamado Movie Body Bounts, que se dedica exclusivamente a contabilizar o número de mortes que se veem no ecrã em filmes. “O Senhor dos Anéis: O Regresso do Rei” (2003) lidera o ranking destacado, com uns impressionantes 836 óbitos (curiosamente só 147 de humanos). Mas entre os filmes mais veteranos lá aparece “Desaparecido em Combate”, com uma centena de mortes só no primeiro filme. Sozinho, Chuck Norris tem mais mortes (59) que qualquer um dos heróis de “O Senhor dos Anéis”. Não é brincadeira. É Chuck Norris.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm
Novos talentos

AGENDA NiT