Ginásios e outdoor

E se em vez de ir correr fosse levar choques elétricos?

A Rapid Fit & Well abriu há dias em Lisboa e garante que em apenas 20 minutos pode trabalhar 350 músculos. A NiT foi conhecer este método de eletroestimulação muscular.

Aqui treina-se, mas de forma diferente. Não há passadeiras, elípticas, bicicletas ou remos, halteres ou barras pesadas. O material na Rapid Fit & Well é outro, porque o tipo de treino é diferente: eletroestimulação muscular — já ouviu falar?

Ricardo Onofre, diretor geral do primeiro franchising da Rapid Fit & Well, em Portugal, responde: “É a substituição artificial dos impulsos que o cérebro transmite aos músculos quando se faz exercício físico”.

Sim, quando está a treinar, é o cérebro que envia os estímulos para os músculos trabalharem. Na Rapid Fit & Well esta substituição faz-se através de um equipamento dividido em três partes: um colete para o tronco, outra parte para as coxas e glúteos e duas tiras que se colocam nos braços. Todos eles estão ligados, através de fios, a uma máquina onde se controla esta estimulação. Ao todo, pesam cerca de cinco quilos e têm de estar bem justos e apertados ao corpo. Antes de serem colocados, é necessário borrifar tudo com água, para haver a condução do estimulo da máquina para o corpo.

“A minha mulher está a fazer este treino há três semanas, era céptica, e no outro dia disse-me: ‘Em três semanas foram incríveis. Como é que é possível?'”, conta Ricardo Onofre, que garante resultados em pouco tempo. “Não se pode é falhar”, acrescenta. Todos os treinos são acompanhados por um PT e são para qualquer idade.

Ricardo Onofre, diretor da Rapid Fit & Weel, garante resultados em pouco tempo

Com o treino da Rapid Fit & Well também se treina por objetivos: perder peso, eliminar celulite, aumentar a massa muscular e tonificar. E pode escolher os músculos que quer estimular, porque a máquina divide o corpo por dez zonas: quadricípetes, posteriores da coxa, abdominais, lombar, zona dorsal, trapézio (parte superior das costas), peitoral, bícipete e tricípite. Não pense que basta estar de pé com a máquina ligada a enviar os estímulos. Não. Aqui também se treina. Também vai suar e vai sentir a máquina a fazer peso e pressão nos músculos.

“Os treinos são de 20 minutos e, neste tempo, conseguem-se trabalhar 350 músculos do corpo com uma capacidade e rendimento muito intensos”, explica o diretor geral. “Ou seja, um treino com eletroestimulação equivale a 1h30 de treino intenso em ginásio”, acrescenta. “Mais do que dois treinos destes por semana não, mas pode-se articular com treino normal de ginásio”.

A sala de treino é ampla e tem, neste momento duas máquinas – terá uma terceira em breve – e seis conjuntos de equipamentos. Há, depois, três espelhos e um local onde está guardado o pouco material que se utiliza nestes treinos: bola suíça, kettlebel de baixo peso, bola medicinal, elásticos, discos e um stick, por exemplo.

Não é um ginásio, um clube ou um health club. O conceito do Rapid Fit & Well é outro: “Somos um centro que se dedica à melhoria do bem-estar”, explica. Antes do treino é sempre oferecida uma bebida rica em sais minerais e vitaminas: “Limpa o organismo, hidrata e dá energia”. No final, dão outra rica em proteínas para ajudar a repor aquelas que foram gastas no treino.

O balneário tem cinco cabines com chuveiro e vestiários individuais e, à entrada, fornecem sempre uma toalha de banho. No final de cada sessão, o centro dá aos sócios creme anti-celulitico, anti-drenante e facial. Estão também incluídos no serviço parque de estacionamento privativo e uma avaliação mensal, onde se mede o peso, massa gorda e massa muscular.

O conceito foi criado nos Estados Unidos para tratamentos de fisoterapia

O treino de eletroestimulação muscular já existe há mais de 20 anos. A Rapid Fit & Well (franchising espanhol) é o primeiro centro só dedicado a este treino em Portugal. Este conceito foi criado nos Estados Unidos, no século XIX, para tratamentos de fisioterapia. Ricardo Onofre contou à NiT que o objetivo é abrir mais dois centros: um no Parque das Nações e outro em Cascais.

Este tipo de treino está vetado a grávidas, mulheres com implante contracetivo no braço ou outro tipo de implantes (à exceção dos mamários) e pessoas com pacemaker. Não é recomendado a gente com epilepsia.

Os preços variam consoante as horas e o número de vezes que vai por semana. Se for uma vez por semana o preço é 99€ e duas 149€. Entre as 10 horas e o meio dia, e as 15 horas e as 17 horas o preço para treinar uma vez por semana é de 79€ e duas vezes por semana de 119€. Estão ainda disponiveis vouchers para oferecer: um treino a 30€, cinco a 149€ e dez a 269€.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT