Alimentação Saudável

8 mitos sobre a lactose que nem imaginamos

Será que os adultos não devem beber leite ou que a frase "uma vez intolerante, sempre intolerante" é verdadeira? A nutricionista Ana Leonor Perdigão, da Nestlé, explica-lhe tudo.

A intolerância à lactose afeta cerca de um terço da população portuguesa e, embora seja um tema comum, tem levado à existência de vários mitos. “Mas, afinal o que é isto?”. Basicamente, esta intolerância decorre da presença de lactose mal digerida no intestino. “E isso é muito mau?”, pergunta você. Não, é fácil de evitar e não é sinónimo de ter de cortar completamente com os lacticínios.

Esta intolerância alimentar é um tema que merece ser desmistificado e foi por isso mesmo que a NiT pediu ajuda à nutricionista Ana Leonor Perdigão, da Nestlé. Conheça os oito mitos sobre a lactose que nem imaginamos.

1 — Os adultos não devem beber leite
“O leite possui um açúcar natural que é a lactose, composto por duas moléculas de açúcares simples — glicose e galactose. A digestão da lactose requer uma enzima chamada lactase, que é produzida no intestino delgado, e é a única capaz de quebrar a ligação entre os açúcares simples. Estes açúcares mais simples podem, então, ser absorvidos pelo intestino, passando para o sangue e ser fonte de energia para o organismo”, diz à NiT a nutricionista.
Com o avançar da idade existe uma diminuição da produção de lactase e, consequentemente, a dificuldade em digerir a lactose. Contudo, isto não significa que os adultos não possam beber leite, muito pelo contrário, é um produto que deve ser sempre incluído na alimentação diária.

2 — O iogurte tem a mesma quantidade de lactose que o leite

Não, não é bem assim. Na verdade, o iogurte tem menos lactose do que o leite “porque o processo de produção de iogurtes, por ação dos fermentos, implica a redução parcial do açúcar do leite, ou seja, a lactose”.

3 — Os iogurtes sem lactose não têm leite

Os iogurtes sem lactose, tal como o nome indica, não contêm lactose. No entanto, o leite continua a fazer parte da composição dos iogurtes. De acordo com Ana Leonor Perdigão, “quando os iogurtes são submetidos à ação da enzima lactase, ou seja, à decomposição da lactose em glicose e galactose, a lactose deixa de existir”. Além disso, este processo também não tem qualquer impacto na gordura do leite.

4 — Os produtos sem lactose não têm a mesma quantidade de cálcio que os produtos com lactose

“Quando se efetua a digestão da lactose, por ação da enzima lactase, a quantidade de cálcio não sofre qualquer impacto”. Por outras palavras, isto quer dizer que os produtos sem lactose têm a mesma quantidade de cálcio do que aqueles que contém lactose.

5 — Os produtos sem lactose têm mais calorias dos que os produtos com lactose

Esta não é fácil e pode ser facilmente enganado, isto porque os produtos sem lactose tem um sabor mais adocicado, devido aos açucares simples — glicose e galactose — serem mais doces. Mas, na verdade, tal como no caso do cálcio, a quantidade de calorias de um produto sem lactose é igual à de um produto com lactose. ” A única diferença é que estes produtos são mais fáceis de digerir porque parte da digestão do leite foi realizada durante o processo de fabrico do produto sem lactose”, explica à NiT Ana Leonor Perdigão.

6 — As pessoas com intolerância à lactose não podem beber leite

“Os indivíduos com intolerância à lactose podem beber leite, desde que se sintam confortáveis”. Isto quer dizer que o deve evitar se sentir desconforto intestinal, sensação de enfartamento, náuseas ou vómito. Contudo, quando estes sintomas surgirem, deve optar por leite ou iogurtes sem lactose.

7 — Uma vez intolerante, sempre intolerante

Sabia que existem diferentes tipos de intolerância à lactose? É verdade. Quando as pessoas já nascem com esta condição, chama-se intolerância congénita. Se surgir após uma cirurgia ao intestino, por exemplo, é uma intolerância secundária. Segundo a nutricionista da Nestlé, “apenas a segunda pode ser reversível, dado que é uma condição temporária”.

8 — A intolerância à lactose é a mesma coisa que alergia à proteína do leite
A intolerância à lactose e a alergia à proteína do leite são duas coisas completamente diferentes e, consequentemente, também têm impactos distintos na saúde. “As alergias implicam sempre o envolvimento do sistema imunitário, logo um indivíduo alérgico à proteína do leite não pode consumir qualquer produto lácteo, com ou sem lactose, visto que a proteína do leite continua presente na composição destes produtos”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT