Alimentação Saudável

Álcool: o que acontece ao nosso corpo quando deixamos de beber

Depois de uma hora, 48 horas, 72 horas, um mês e um ano. A nutricionista Joana Nogueira ajuda.

Sabemos que está na cerveja, no vinho, no gin, no whisky ou no vodka. Sabemos que nos pode deixar alterados, fora de nós, e que o dia seguinte não vai ser igual aos outros — vai custar muito mais. Isto é o que, empiricamente, pudemos comprovar através do consumo de bebidas alcóolicas.

Mas se lhe perguntarem “o que é o álcool?” será que consegue responder? Joana Nogueira, nutricionista do Holmes Place, explica: “O álcool é um depressor do sistema nervoso central que possui uma ação direta em diversos órgãos, como o fígado, coração, estômago, entre outros.”

A NiT falou com esta especialista para perceber o que é que muda no nosso corpo quando deixamos de beber álcool. Mas antes, ela explica que “os efeitos do álcool variam de intensidade de acordo com as características de cada pessoa.” Esta ideia é muito simples: quem bebe com maior frequência sente menos o efeito do álcool. Por outro lado, quem bebe pouco e esporadicamente vai sentir mais.

A estrutura física da pessoa também é uma variável importante no efeito que o álcool desencadeia: a percentagem de massa gorda, massa muscular e altura. O sexo, o tipo de metabolismo e hábitos de vida (exercício físico, por exemplo) também influenciam a forma como o álcool atua em cada um.

“Estudos referem que consumir álcool em excesso pode levar a consequências drásticas, ao aumentar a probabilidade de contrair algumas doenças como: cancro, diabetes, patologias hepáticas”, explica. “Para além de provocar outros efeitos como o aumento do aporte calórico diário, gordura no fígado, diminuição da qualidade de sono, pele seca, entre outros”, acrescenta.

Porém, como indica a especialista, “o organismo garante uma resposta ‘mais ou menos rápida’ na recuperação destes efeitos prejudiciais do álcool, dependendo da quantidade que foi ingerida e frequência.” A regra para que o impacto seja o menor possível e a recuperação mais rápida não tem segredo nenhum: “Quanto mais tempo um indivíduo ficar sem consumir álcool, mais saudável será.”

“A duração dos efeitos do consumo alcoólico no organismo está relacionada com o tempo que o próprio fígado demora a metabolizar o álcool, sendo que, em média, demora cerca de uma hora para metabolizar uma simples cerveja.”

Posto isto, vamos saber o que é que acontece ao nosso corpo quando deixamos de beber álcool, após uma hora, após 48 horas, após 72 horas, após um mês e após um ano. Isto tendo como referecia uma pessoa que bebe duas vezes por semana em quantidades consideráveis.

1 hora após deixar de beber álcool

“Uma hora depois de ter ingerido álcool, o organismo entra num chamado ‘modo detox total’ para limpar todo o álcool contido na sua corrente sanguínea”, explica. “Cerca de uma hora depois, o fígado começa a trabalhar mais e mais e o pâncreas produz insulina extra, o que causa um aumento do apetite, sobretudo para consumir alimentos ricos em hidratos de carbono simples.”

48 horas após deixar de beber álcool

Mesmo passados dois dias, o organismo ainda se encontra a terminar este processo de “desintoxicação”. De acordo com Joana Nogueira, “o mais comum é ainda permanecerem algumas dores de cabeça.”

72 horas após deixar de beber álcool

“Apenas após passarem 72 horas é que o corpo volta ao seu ‘normal’ por completo, seja ele físico como mental.”

1 mês após deixar de beber álcool

Joana Nogueira explica que está comprovado que um mês sem beber álcool reduz “significativamente a gordura no fígado”, mais precisamente, em cerca de 15%. “Está igualmente comprovado que ocorre uma redução da gordura abdominal”, ou seja, perde barriga — fica mais magro.

1 ano após deixar de beber álcool

“Após um ano sem consumir qualquer tipo de bebida alcoólica verifica-se uma diminuição da gordura abdominal de cerca de 6 quilos”. Mas há mais vantagens (e bem mais importantes): o risco de cancro da boca, fígado e mama reduzem. A pele, os dentes e o cabelo também agradecem.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm
Novos talentos

AGENDA NiT