Alimentação Saudável

A Dieta Prática: o método português para perder até 6 quilos em 28 dias

Foi criado pela nutricionista Rita Rocha de Macedo e já ajudou milhares de pessoas a atingir o peso ideal.
É um enorme sucesso.

Estávamos em 2016 quando Rita Rocha de Macedo criou uma página de Facebook onde sugeria receitas light, saudáveis, saborosas e muito fáceis de fazer. Mais tarde, criou grupos de dieta online através dessa mesma página. Quatro anos depois, soma quatro livros e ajudou milhares de pessoas a atingir o peso que desejam.

O mais recente chama-se “A Dieta Prática — Fácil, simples e planeada dia a dia” (17,50€) e traz mais um capítulo com novas receitas para cada altura do dia. “A minha intenção é continuar a motivar-vos ao máximo com receitas rápidas, saudáveis, mas deliciosas, para não terem vontade de fazer ‘asneiras’”, pode ler-se na introdução.

“As pessoas pensavam que não conseguiam fazer a dieta porque não tinham dinheiro para gastar nos produtos da moda, como as sementes e os frutos secos”, contou à NiT no lançamento do primeiro livro — uma ideia que continua a contrariar a cada livro.

A nutricionista Rita Rocha de Macedo garante que é uma dieta realmente prática, acessível a qualquer pessoa e que pode ser feita sozinha ou com um ou mais parceiros de dieta. Além disso, qualquer pessoa pode entrar num grupo independentemente da sua localização, através da página de Facebook “Dieta da Crise/ A Dieta Prática”.

A promessa é uma perda de até seis quilos em 28 dias, com muitas receitas deliciosas pelo meio, como bolonhesa de courgette, caril de camarão, pão de frigideira, lasanha de courgette, cogumelos recheados e pão de banana e nozes.

No que consiste a dieta?

A dieta está pensada para 28 dias, portanto, quatro semanas. Nas duas primeiras semanas há restrição dos hidratos de carbono ao almoço e ao jantar. Portanto, vai ter de deixar de parte o arroz, a massa, as batatas, o pão, o feijão, as ervilhas, entre outros alimentos.

Na terceira semana mantém-se aquela restrição. Contudo, três vezes por semana, os jantares devem ser leves — apenas sopa ou prato de vegetais ou sumo ou batido. Na quarta e última semana os hidratos de carbono (de preferência integrais) voltam a fazer parte da alimentação três vezes por semana, sempre ao almoço, pelo que os três jantares leves devem continuar.

Já a partir desta semana!😉

Publicado por Dieta da Crise / A Dieta Prática em Segunda-feira, 3 de agosto de 2020

“Após quatro semanas, se já atingiu o peso recomendado poderá começar a introduzir os hidratos de carbono todos os dias ao almoço, optando, preferencialmente, pelos integrais e/ou leguminosas”, explica a autora no livro.

Em cada semana, existe a possibilidade de fazer duas refeições livres, num espaço de 24 horas.

Quanto peso é possível perder?

De acordo com a experiência dos últimos anos, Rita Rocha de Macedo, em média, para quem cumpre a dieta a 100 por cento, as mulheres tendem a perder até cinco quilos em quatro semanas. Já os homens costumam atingir até seis quilos no mesmo período de tempo.

Se o seu objetivo não for atingido durante os 28 dias, a recomendação é voltar ao início. No novo livro de “A Dieta Prática”, a autora também sugere um plano alimentar específico para fazer durante uma semana e recomeçar a dieta.

Nesta edição especial da Editorial Planeta, que chegou recentemente às livrarias, encontra mais 60 novas receitas, para tornar os seus pequenos-almoços, almoços e jantares, snacks e sobremesas mais variados e saborosos. A autora também especifica planos semanais para as quatro semanas, listas de compras e dicas para manter a força de vontade. Portanto, só tem de seguir este livro, que pretende ser uma espécie de guia.

No final há também uma “tabela do sucesso”, onde pode colocar o seu peso, perímetro abdominal e da anca a cada segunda e sexta-feira, de forma a perceber a sua evolução.

Para ter noção da realidade desta dieta prática, partilhamos um exemplo de um dia de refeições. Carregue na galeria para descobrir tudo.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm
Novos talentos

AGENDA NiT