Alimentação Saudável

A fruta que dispara a hormona da felicidade no nosso organismo

Segundo a ciência, existem vários os alimentos que conseguem ter este efeito e que, ao mesmo tempo, são saudáveis.
A sua vida vai melhorar.

“Nós somos o que comemos”. Já todos ouvimos esta expressão que não podia ser mais verdadeira. Aqueles que seguem uma alimentação pouco rica em nutrientes vão acabar por ser menos saudáveis, enquanto que aqueles que consomem os nutrientes de que o corpo precisa vão ter mais energia.

Além disto, a comida pode ajudar na nossa felicidade diária. Não lhe falamos daquele sentimento de conforto que temos quando comemos o nosso bolo favorito ou enquanto devoramos um pacote de batatas fritas ao mesmo tempo que vemos uma série na televisão. Segundo o que a nutricionista Rita Mesquita Azevedo, do Trofa Saúde, conta à NiT, “há alimentos que são mais produtores das endorfinas ou dopaminas e que ajudam na felicidade”. E acrescenta: “Em contrapartida, há alimentos que evitam irritabilidade e aquele mau humor. É claro que isso também acaba por nos trazer bem-estar.”

Há várias opções que ajudam na produção das chamadas hormonas da felicidade, mas há uma que se destaca. É uma fruta que todos temos em casa e que comemos ao longo de todo o ano, não sendo algo ideal para uma época específica. Sim, estamos a falar da banana.

“A banana é um pouco controversa porque para alguns pacientes pode ter um efeito que não é benéfico em certas situações clínicas, mas estimula a produção de serotonina, contém triptofano e ajuda no relaxamento do sistema nervoso”, explica. Caso não esteja familiarizado com o termo, o triptofano é essencial para a formação e manutenção dos músculos.

Também é um aliado para que consiga regular o humor, o sono, a memória e o apetite. Além de tudo isto, a banana é utilizada no tratamento e prevenção de depressão, ansiedade, insónia e, claro, no processo de emagrecimento.

“A banana é rica em B6, que ajuda a evitar a irritação. As vitaminas do complexo B são muito importantes na parte do humor”, realça a mesma especialista. A vitamina B12, por exemplo, traz energia.

Como sabemos, o chocolate também nos faz mais felizes (e, ao mesmo tempo, reconforta-nos). No entanto, este tem de ser negro com 70 por cento ou mais de cacau. “O cacau é da família da cafeína e tem um efeito estimulante. Também é antioxidante e fonte de serotonina e dopamina. Estes são os neurotransmissores que nos fazem sentir melhor. Nutricionalmente, não posso dizer que o chocolate é o melhor, mas o cacau sim, seja ele puro ou em pepitas”, realça a nutricionista.

Por outro lado, existem vários alimentos que nos fazem sentir mais em baixo. “Podemos associar uma alimentação muito rica em açúcares, gorduras e hidratos de carbono a mau estar porque nos vão dar muita sonolência. Tipicamente fazem-nos aumentar o peso e também nos condicionam”, explica. O álcool, embora nos faça sentir alegras na altura, também é uma opção que deveria evitar caso se queira sentir mais feliz no dia a dia. “Nutricionalmente, nada disto é rico em vitaminas que nos deem a capacidade de nos sentirmos bem a longo prazo”.

Mas nem tudo está perdido caso não consiga viver sem um doce. “Vamos comer um bolo? Então fazemos o nosso próprio com banana e nozes [que também desperam felicidade] e como gordura usamos óleo de coco.” Em vez de açúcar pode usar stevia ou um adoçante natural. Adicionar cacau também é bem pensado. O objetivo é modificar a receita do bolo para lhe dar uma sensação boa, ao mesmo tempo que é nutricionalmente rico.

Carregue na galeria e conheça outros alimentos que, segundo a nutricionista Rita Azevedo, nos fazem sentir mais felizes.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT