Alimentação Saudável

Adeus pudins. As gelatinas proteicas são a nova loucura no mundo da alimentação fit

São saciantes, deliciosas, recomendadas por nutricionistas e a relação qualidade-preço deixa todos satisfeitos.
É já um clássico.

As gelatinas são um clássico nas festas infantis e nos frigoríficos de quem está em processo de perda de peso. É um dos snacks que nunca passa de moda, por duas razões simples — são rápidas de preparar e pouco calóricas. Resultado: há novas versões todos os dias. Uma das mais faladas neste momento é de uma cadeia de hipermercados nacional que dispensa apresentações.

Constituídas principalmente por água e proteína, a gelatina não tem gordura e as versões sem açúcar são muito pobres em calorias. Os benefícios não se ficam por aqui. São uma boa fonte de colagénio, a substância que faz parte da estrutura de ossos, pele, cartilagens e tendões, o que significa que desempenham um papel importante na manutenção destes tecidos.

É conhecida como um dos alimentos mais benéficos para quem sofre de doenças dos ossos como osteoporose, das articulações como artroses. É também por isso que a gelatina costuma fazer parte das refeições hospitalares, sobretudo em casos pós-operatórios. “Nestas alturas é necessário uma maior regeneração de tecidos, onde a proteína e o colagénio são tão importantes”, explica à NiT a nutricionista Mariana Abecassis. O colagénio tem também um papel importante no anti-envelhecimento, o que torna este alimento um bom aliado para quem quer retardar o aparecimento de rugas e outros sinais da passagem do tempo.

Gelatina proteica: o novo fenómeno dos hipermercados

Quando se trata de alimentação saudável é frequente ouvirmos falar da importância de começar o dia a ingerir proteína, sobretudo para quem treina de manhã com o objetivo de desenvolver a massa muscular. O ideal é que esta seja nutricionalmente densa e fácil de comer, sem necessitar do mesmo tempo de preparação da carne, peixe ou ovos.

O consumo proteico é importante por várias razões, sendo que se destaca o seu poder na saciedade: “É importante sentirmo-nos saciados e não estarmos sempre com sensação de um vazio no estômago”, lembram os especialistas em nutrição. A proteína não é importante apenas para assegurar os músculos tonificados que muitas pessoas procuram. “É fundamental para a nossa longevidade, funcionalidade e autonomia”.

A embalagem das gelatinas.

Com a correria do dia-a-dia, os snacks com alto teor em proteína tornaram-se um favorito de muitos portugueses. Depois dos iogurtes e dos pudins a tendência chegou também às gelatinas. E é fácil de perceber porque são tão procuradas. “Por serem mais ricas em proteína e colagénio, estas gelatinas apresentam um maior poder saciante, uma textura mais consistente e funcionam como um doce saudável”, explica a nutricionista Mariana Abecassis. E acresenta: “Torna-se ainda um snack mais interessante para desportistas ou para quem procura uma manutenção ou aumento de massa muscular”.

A gelatina proteica é um dos últimos produtos estrela do Continente. Por 100 gramas, as gelatinas +Proteínas têm 32 calorias, 6 gramas e 0 por cento de matéria gorda. São isentas glúten e aptas para pessoas celíacas. O único ponto menos positivo é que só está disponível num único sabor: frutos vermelhos. Uma embalagem com quatro embalagens custa 1,19€.

  • Outras marcas também têm as suas versões de gelatinas proteicas. Carregue na galeria para as conhecer.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT