Alimentação Saudável

Afinal, porque é que tantos portugueses acabam por desistir de ser vegans?

A pressão social e o desejo de voltar a consumir carne são os principais motivos para este regresso à alimentação original.
Os motivos são muitos.

Seja por convicção ou por moda, o facto é que o número de pessoas que adota a dieta vegan tem crescido de forma impressionante nos últimos anos. Porém, paralelamente, há tantas outras, como aconteceu em agosto com o ator americano Zac Efron, que desistem e acabam por ser render novamente aos produtos de origem animal.

Depois de dois anos a seguir uma dieta à base de plantas, a estrela da série da Disney “High School Musical” mudou de ideias. “Adoro comer fígado com cebola”, revelou à revista “Men’s Health”. O motivo, pelo que confessou à mesma publicação, foi simples: não conseguiu continuar a lutar contra o que o organismo lhe pedia e por essa razão voltou a alterar os seus hábitos alimentares. “É claro que moralmente ainda desejo ser vegano, mas o meu corpo simplesmente não aguenta mais”.

Não foi o único exemplo. Os tempos têm mudado e o veganismo rigoroso que se tinha instalado no seio de Hollywood parece estar a cair. Miley Cyrus já tinha chocado os fãs mais fervorosos ao assumir que tinha deixado este estilo de vida de lado. Tudo por causa dos problemas de saúde associados a esta dieta. “Fui vegana durante muito tempo, mas voltei a introduzir peixes e ômegas na minha alimentação, porque o meu cérebro precisava”, revelou durante uma emissão do podcast ‘The Joe Rogan Experience”.

Anne Hathaway também assumiu a dieta vegana durante anos, mas uma personagem mudou a sua forma de ver a alimentação. Durante as gravações de “Interstelar”, em 2014, a atriz tinha de vestir um fato espacial que pesava 18 quilos, mas sentia-se demasiado fraca para assumir aquele peso. A estrela de Hollywood desistiu do veganismo durante as gravações do filme e disse não se arrepender da decisão por se sentir melhor fisicamente. Já Natalie Portman fez uma pausa no veganismo em 2011 porque durante a gestação sentiu desejo incontrolável de consumir lacticínios. 

A cantora Anitta também abandonou o rótulo de plant based por incompatibilidade de tempo. A artista revelou que dá prioridade a esse tipo de dieta alimentar, mas que nem sempre consegue segui-la. “Estava a semana inteira em Los Angeles e não comia nada de origem animal. Cheguei a casa e minha família obrigou-me a comer churrasco. Mas quando consigo, opto por cortar tudo de origem animal”, explicou a estrela no Instagram.

A relação efémera com o veganismo em Portugal

Este fenómeno não acontece só com famosos. E também não é um exclusivo dos Estados Unidos. Em Portugal, há também muitas pessoas que assumiram a dieta vegana durante um certo período de tempo, mas que acabaram por desistir. A nutricionista Magda Roma revela à NiT que durante o seu percurso conheceu dois casos destes. “Uma jovem desistiu após cinco anos de vegetarianismo por pressão social onde, uns anos mais tarde arrependeu-se e retomou”.

O outro caso era um amigo seu que decidiu seguir uma dieta plant based durante apenas uns anos. “Mais tarde voltou a consumir carne porque acreditava que só este grupo de alimentos lhe promovia o ferro que precisaria para estar bem”. Porém, isto é um mito. “Transitar para uma alimentação de base vegetal equilibrada, acompanhada e personalizada não trará qualquer deficiência nutricional“, explica a especialista em nutrição.

Outros dos motivos apresentados para o abandono da dieta é a dificuldade que o organismo tem em processar os vegetais. Este foi um dos argumentos que levaram Zac Efron a mudar o estilo de vida. Mas o que pode efetivamente acontecer, segundo a nutricionista, são as chamadas hipersensibilidades alimentares. Nestes casos, determinados alimentos embora sejam positivos, benéficos e nutricionalmente excelentes para a saúde, podem não ser tolerados pelo individuo. Mas isto não significa que tenha de abandonar o estilo de vida em que acreditam. Magda Roma sublinha que basta apenas “fazer uma pausa dos alimentos em causa e substituições para que nenhum nutriente fique a faltar”.

A criadora de conteúdos Joana Moreira de 28 anos também experimentou a dieta vegana durante oito meses, mas percebeu que havia alimentos que gostava e precisava de incluir na sua alimentação. Nos relatos da altura, a health coach explica que aos 12 anos tinha deixado o elite a carne, devido a uma doença auto-imune. Em 2016, confrontada com tanta informação sobre o veganismo, decidiu retirar todos os produtos animais da sua alimentação. Porém, depois voltou a introduzir marisco, peixe e ovos. “Sinto que me fazem bem”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT