Alimentação Saudável

Cenoura, laranja ou limão podem prevenir lesões e até melhorar as dores musculares

Alimentos ricos em ómega-3, vitamina D e creatina, além do consumo equilibrado de proteína, ajudam à recuperação muscular.
A recuperação pode ser mais rápida.

Quer treine de forma intensiva ou moderada, existe sempre a possibilidade de vir a sofrer de lesões e dores musculares durante ou após os treinos. A melhor opção é sempre evitar que aconteçam, mas existem outros cuidados que podemos ter no dia a dia e que vão ajudar a prevenir ou recuperar mais rapidamente.

A pandemia obrigou muitos de nós a parar de praticar exercício físico ou a diminuir a quantidade de vezes que o fazíamos por semana, e isso trouxe consequências claras para os nossos ossos e músculos: mais dores e maior probabilidade de lesão.

“Existe um elevado grau de evidência científica que alimentos ricos em ómega-3, vitamina D e creatina, como alimentação suplementar ao consumo equilibrado de proteína, ajudam na recuperação muscular e, por consequência, proporcionam uma melhoria nas dores musculares”, começa por explicar a nutricionista Sofia Carvalho à NiT.

Quando uma lesão acontece, normalmente envolve sempre a mesma rotina para se restablecer: descansar, procurar aconselhamento médico se necessário, e regressar lentamente à prática física. Deve, no entanto, incluir outro fator importante ao seu plano de recuperação de lesões: a nutrição. Além de poder ajudar a recuperar, é a melhor forma de as prevenir.

“A proteína deve ser repartida por, pelo menos, quatro refeições diárias com 0,3 gramas por quilo e por refeição. Já o processo anti-inflamatório pode melhorar com a ingestão de alimentos ricos em ómega-3, vitamina D e creatina”, diz a nutricionista da Healthy.On, uma nova plataforma que tem como objetivo proporcionar cuidados de saúde e bem-estar com consultas de nutrição 100 por cento digitais.

É igualmente importante para a prevenção e recuperação de lesões que o balanço energético diário não seja muito baixo — o que pode comprometer o tempo de recuperação de lesão — nem demasiado elevado, uma vez que energia a mais também prejudica o processo de recuperação.

Assim sendo, o cálculo deve ser elaborado à medida de cada um. Em caso de se tratar de treino ou reabilitação, devem ser feitas duas refeições energéticas, com proteína, antes e após a refeição.

Carregue na galeria para conhecer seis alimentos que deve incluir na sua alimentação diária e que ajudam na recuperação e prevenção de lesões.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT