Alimentação Saudável

Hambúrguer vegetariano vai continuar com o mesmo nome (mas os queijos vegan mudam)

O setor alimentar vegetariano e vegan tem crescido, mas nem todos concordam com os termos usados nestes produtos.
Há cada vez mais adeptos.

Era uma proposta com alguma polémica envolvida, mas que acabou por não ser aprovada na totalidade. O debate sobre se um hambúrguer vegetariano é mesmo um hambúrguer tem dominado a agenda do setor. Esta sexta-feira, 23 de outubro, o Parlamento Europeu chumbou a proposta que procurava substituir o nome de produtos como “hambúgueres vegetarianos” e “salsichas vegetarianas”.

Ainda assim, há mudanças. A alteração a produtos como “estilo iogurte” ou “alternativa ao queijo” foi aprovada, o que significa que este tipo de produtos vai ter de deixar de usar esses termos nas embalagens, menus de restaurantes ou até em rótulos. Será necessário que se distingam dos produtos de origem animal. 

“Tem um impacto muito negativo nas empresas e nos consumidores”, revelou a Associação Vegetariana Portuguesa (AVP), em declarações ao “Público”.  De acordo com a organização, esta medida é “supérflua e uma regulamentação excessiva prejudica um mercado que está em crescimento significativo.”

Há termos como “bebidas vegetais” ou “creme vegetal” que já são utilizados pela maioria das empresas para substituir leite e natas. No entanto, as designações para manteigas e queijo vão ter que mudar — não podem utilizar o termo “manteiga 100 por cento vegetal”. A votação foi renhida e existe ainda a possibilidade de estas proposta serem novamente revistas, já que terão que ser negociadas no Conselho da União Europeia.

Apesar de ter sido aprovada, para Nuno Alvim, presidente da APAV, o resultado foi positivo e é visto como uma “vitória”. Recorde-se que mais de 150 mil cidadãos europeus apelaram aos eurodeputados para rejeitarem a proposta que visa proibir as empresas de utilizar termos como hambúrguer, salsicha ou bife para descrever produtos vegetarianos.

Um estudo recente da Organização Europeia de Consumidores (BEUC) revela que os europeus são favoráveis ao uso destes termos para designar produtos vegetarianos parecidos com carne. O inquérito, realizado em dez estados-membros, apurou que mais de 68 por cento dos consumidores apoiam os rótulos de “hambúrguer” e “bife” para designar produtos vegetarianos alternativos à carne — desde que eles estejam devidamente identificados como vegetarianos ou de origem vegetal. 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT