Alimentação Saudável

Modelo plus-size revelou luta contra a anorexia — e o mundo parou para a ouvir

A revelação tornou-se viral e abriu toda uma conversa sobre corpo, peso e padrões de beleza.
Tess Holliday tem 35 anos.

“Sou anorética e estou em recuperação. Não tenho mais vergonha de dizer isso em voz alta”. Foi desta forma que Tess Holliday, modelo norte-americana de 35 anos, revelou ao mundo nas redes sociais aquela que tem sido — até agora — a sua luta silenciosa.

Tess Holliday é uma das mais destacadas modelo plus-size e também uma voz ativa a defender a positividade em relação ao próprio corpo. Esse, aliás, foi uma das motivações que a levou a partilhar a sua história.

“Sou o resultado de uma cultura que celebra a magreza e equipara isso a ter valor”, escreveu. “Mas agora posso escrever a minha própria narrativa. Finalmente sou capaz de cuidar de um corpo que castiguei minha vida inteira e finalmente estou livre”, acrescentou.

Foi no Twitter, no sábado, dia 1 de maio, que Tess revelou a sua história. Entre os comentários houve muitas palavras encorajadoras. Curiosamente, a própria fez questão de responder a isso noutra plataforma.

A anorexia, é importante lembrar, é um transtorno alimentar caracterizado por uma distorção da imagem corporal. Esta visão negativa do próprio corpo pode abrir caminho a uma restrição alimentar excessiva e perigosa. A imagem que temos habitualmente destes casos é de magreza extrema mas há pessoas que sofreram primeiro com obesidade e evoluíram para caso de anorexia.

Foi no Instagram da modelo que a conversa prosseguiu. “Para toda a gente que continua a dizer ‘pareces saudável’ ou ‘estás a emagrecer, continua!’, parem” , escreveu ainda na legenda de uma fotografia. E acrescentou, separando com um ponto final cada palavra: Não comentem o meu peso ou a minha saúde. Guardem isso para vocês. Obrigada”.

De seguida explicou-se: “sim, perdi peso. Ainda estou a recuperar de um distúrbio alimentar e a alimentar o meu corpo de forma regular pela primeira vez na minha vida. Quando se equipara a perda de pessoa com o ser-se saudável e se coloca o valor de uma pessoa no seu tamanho, estamos a dizer a alguém que vale mais agora que é mais pequena. E isso é perpetuar a cultura das dietas”, apontou. “Não é para isso que estou aqui”.

Tess em particular era já voz bem conhecida no debate em torno dos padrões de beleza. Agora assumiu esta segunda luta pessoal. A modelo já foi capa de revistas como a “People” e a “Cosmopolitan”. Em 2013, a sua carreira de modelo ganhou outra notoriedade ao tornar-se a impulsionadora de uma campanha a bem da positividade corporal, através da hashtag #effyourbeautystandards.

Ao longo dos anos, este lado mais público levou a que também se tornasse alvo da ira de algumas figuras. Ashy Bines, influenciadora de fitness, já a criticou publicamente por considerar que não era “um bom exemplo” outras mulheres.

Piers Morgan, comentador televisivo britânico já conhecido por polémicas. A mais recente levou-o a sair do estúdio a meio, zangado com a entrevista em que Meghan Markle relatou a Oprah as suas experiências negativas junto da coroa britânica. Sobre Tess, Piers Morgan acusou-a de “promover a obesidade mórbida”.

Mais recentemente, no ano passado, Tess foi protagonista de um outro episódio que se tornou viral nas redes sociais. Tudo começou com a sua escolha de vestido na cerimónia dos Grammy, um vestido da estilista nova-iorquina Lirika Matoshi.

No dia a seguir aos Grammy houve imprensa cor de rosa a colocá-lo entre os piores vestidos da noite. Mas o mesmo vestido abriu lugar a uma outra conversa. No TikTok, várias utilizadoras começaram a surgir com a mesma peça poucos meses depois.

“Gosto de como este vestido me colocou na lista das mais mal vestidas quando o usei nos Grammy em janeiro mas agora porque uma data de pessoas magrinhas o usaram no TikTok já toda a gente se importa”. O vestido começou o ano a ser criticado e acabou por ser eleito meses depois “o vestido do verão por parte da Vogue”. “Para resumir: a nossa sociedade odeia gordos, especialmente quando estamos a ganhar”, atirou em reação à polémica.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT