Alimentação Saudável

O truque simples para não ficar com a barriga inchada depois das refeições

A nutricionista Bárbara de Almeida Araújo revela tudo à NiT.
É simples e eficaz.

Depois de uma refeição, aquilo que mais apetece é relaxar. Se houver tempo, uma sesta também é bem-vinda — já lhe falámos dos benefícios para a saúde de dormir 30 a 60 minutos após o almoço. Porém, muitas vezes, a única coisa a que temos direito é uma sensação terrível de barriga inchada.

Segue-se um constrangedor momento em que, sem ninguém dar por isso, lá liberta um dos botões das calças, que parecem estar prestes a rebentar. A sensação de que o estômago está maior e com gases intestinais é frequente e não acontece apenas consigo.

A boa notícia é que a nutricionista Bárbara de Almeida Araújo, autora do blogue “Manias de Uma Dietista”, garante que o inchaço abdominal que acontece após uma refeição pode ser evitado. Basta seguir o método da especialista, que está dividido em quatro passos.

O primeiro consiste em algo tão básico como conhecer os alimentos que podem estar na origem dessa sensação e evitá-los. Escolha uma semana e experimente apontar aquilo que come todos os dias, mencionando em que refeições se sentiu inchado.

Embora possa variar de pessoa para pessoa, a nutricionista aponta alguns possíveis culpados: maçã, feijão, vegetais crucíferos como brócolos e couve flor, leite e alface. “O truque está em comê-los de forma moderada e evitar consumi-los em simultâneo na mesma refeição”, diz à NiT.

Segundo Bárbara de Almeida Araújo, é também essencial ter atenção à quantidade de fibra ingerida. Garantir que inclui quantidades adequadas é importante para o bom funcionamento intestinal. No entanto, alguns alimentos podem levar à produção excessiva de gases intestinais, como é o caso da aveia integral.

Alguns vegetais também podem ser culpados.

O terceiro passo do método da especialista é tão fácil de incluir no dia a dia que não há razão para não experimentar: beber um copo com sumo de limão antes da refeição — sim, funciona mesmo.

“O limão pode aliviar os sintomas de indigestão. Aliás, estudos realizados em animais revelaram que o ácido cítrico tem uma função hepatoprotetora [proteção do fígado]”, explica à NiT.

A última sugestão da nutricionista Bárbara de Almeida Araújo passa por beber chá de gengibre depois da refeição. “Os compostos presentes no gengibre (gingerols e shogaols) podem ajudar na digestão e redução de gases intestinais”, revela.

É provável que tenha ficado chocado pelo facto de os alimentos com glúten e lactose, o açúcar refinado e os adoçantes artificiais não serem os únicos possíveis culpados para o inchaço, já que também os vegetais, que são alternativas saudáveis, podem mesmo ter este lado menos positivo, neste caso provocar flatulência, desconforto e inchaço abdominal.

Mas, atenção: isto não significa que deve colocar os vegetais de parte. Eles são fundamentais em qualquer alimentação saudável. Porém, se costuma sofrer deste problema, há uma solução. A recomendação da especialista é privilegiar o consumo de vegetais assados ou cozidos, já que são mais fáceis de digerir. Além disso, é aconselhável variar ao máximo o tipo de vegetais que se come.

Além da couve-flor, há outros vegetais que podem estar a contribuir para ter barriga inchada todos os dias. Carregue na galeria para saber quais são.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT