Alimentação Saudável

O popular alimento que pode comer à noite para dormir melhor (e emagrecer)

É um dos mais famosos do mundo fit, mas há quem não tire total proveito dos seus benefícios.
Está neste prato.

A ideia de que comer antes de dormir aumenta as reservas de gordura e provoca o aumento de peso não está certa. É claro que isto pode acontecer se acabar todas as noites a comer batatas fritas, chocolates ou bolachas cheias de açúcar. Mas também há alimentos que têm o efeito contrário — e ainda contribuem para uma boa noite de sono.

Ou seja, que potenciam a queima de gordura, ajudam a acordar sem o apetite de querer devorar tudo e mais alguma coisa, e que até o ajudam a ter menos ataques de fome ao longo do dia seguinte. É uma bola de neve, mas das boas: se começa o dia equilibrado, será muito pouco provável que faça más escolhas alimentares.

Segundo a nutricionista Bárbara de Almeida Araújo, o truque está em escolher alimentos de baixo índice glicémico. Por outras palavras, que promovam a digestão mais lenta e libertem menos açúcar no sangue. 

“Alimentos ricos em proteína de alto valor biológico e ricos em gorduras boas e fibra são boas opções”, diz a também autora do blogue “Manias de Uma Dietista”.

O ovo cozido é um deles. Este alimento é muito rico em termos nutricionais, sendo um dos mais completos: tem proteína de alto valor biológico, vitamina A, do complexo B, D e E, selénio, fósforo e zinco. Além disso, é fonte de triptofano, um aminoácido percursor de serotonina. Desta forma, comer um ovo ao deitar vai ajudar a reduzir a ansiedade e aumentar a sensação de bem-estar.

Há mais uma vantagem importante: ajuda a controlar a saciedade, daí ser um dos snacks mais consumidos e aconselhados pelos nutricionistas, ajudando-o a acordar com o apetite mais controlado e, consequentemente, contribuindo para o emagrecimento. Está tudo relacionado.

Mas, atenção: não é por isso que deve comer ovos todos os dias. Uma pessoa saudável, com valores de colesterol dentro do recomendado, que segue hábitos de vida saudáveis e pratica exercício físico pode comer um ovo por dia, o que equivale também a uma gema por dia.

O famoso alimento do mundo fit.

Já alguém com hipercolesterolémia (colesterol elevado) deve limitar o consumo de ovos a dois a três por semana. Em casos de excesso de peso, deve optar-se por comer mais claras do que a gema. 

Para os seguidores da alimentação vegetariana, o consumo de ovos é ótimo para fornecer proteínas de boa qualidade ao organismo. 

Outras 5 razões para comer ovos

1. São uma bela ajuda nos problemas de visão

Os ovos são ricos em luteína e zeaxantina, dois carotenoides que protegem a saúde dos olhos. Resumindo: ajudam na prevenção de degeneração macular relacionada com a idade e outras patologias relativas à visão.

2. O truque para melhorar a função cerebral

De acordo com a especialista, os ovos contêm colina, um nutriente que tem um papel essencial na saúde do cérebro.

3. Ajudam a ganhar massa muscular

“Os músculos precisam de aminoácidos para crescer. A albumina, presente na clara de ovo, é uma proteína de elevado valor biológico. Ou seja, contém todos os aminoácidos essenciais e, como tal, favorece a construção, reparação e o crescimento de massa muscular. E mais, é de fácil digestão”, explica Bárbara de Almeida Araújo.

4. São o remédio para o mau humor

Os ovos são fonte de triptofano, um percursor de serotonina responsável pela sensação de prazer e bem estar.

5. Fortalecem o sistema imunitário

Por último, mas não menos importante, este alimento é rico em nutrientes que têm um papel importante no reforço do nosso sistema imunitário, como zinco, selénio e as vitaminas A, E e D.

No entanto, este não é o único alimento que vai ajudá-lo a ter uma boa noite de sono e a ter menos ataques de fome. Carregue na galeria para conhecer outros sete alimentos que fazem parte da lista.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT