Alimentação Saudável

O segredo para evitar a prisão de ventre no verão está neste fruto com apenas 66 calorias

Pode ser ingerido como snack, em saladas ou sumos. Deve ser consumido de forma regular nas principais refeições da estação.
É uma das frutas da estação quente.

Junho é o mês dos santos populares e das festas um pouco por todo o País onde não faltam as sardinhas no pão e as bifanas. E é quando chega também um dos frutos mais saborosos da época: o pêssego.

Ninguém tem dúvidas de que as frutas são alimentos saudáveis que devem fazer parte das nossas refeições diárias. Aliás, a Organização Mundial da Saúde recomenda o consumo diário de três a cinco peças. Porém, existem opções mais benéficas que outras.

Conhecido antigamente como “Maçã da Pérsia” este fruto que agora é tão comum em Portugal foi trazido da China através da antiga Pérsia, o atual Irão. O pêssego carateriza-se por ter uma casca aveludada e polpa vermelha, rosada ou amarela. O seu aroma doce e delicado somado ao seu elevado teor de água tornam-no um autêntico fruto de verão.

Existem várias espécies, desde o careca, às nectarinas, ao paraguaio, ao amarelo ou vermelho. São todos saborosos e bastante doces, quando consumidos maduros. Além de deliciosos, os pêssegos têm vários benefícios.

Segundo a nutricionista Lillian Barros este fruto “com apenas 66 calorias por 150 gramas (equivalente a uma unidade) tem um baixo valor calórico e elevado teor de fibra. Para além disso, é rico em vitamina A e carotenoides, os compostos responsáveis pelos pigmentos alaranjados da polpa e que têm um papel fundamental na prevenção de doenças oftalmológicas, bem como na saúde do sistema imunitário e cardiovascular“.

Complementarmente, devido ao seu elevado teor de fibra e compostos bioativos, “o consumo regular desta fruta pode ajudar no tratamento da obstipação”, sobretudo nos meses mais quentes. Esta pode ser uma boa solução para quem sofre deste problema quando muda de ambiente, como durante as viagens de férias.

A juntar a estes benefícios, tem ainda uma função hidratante, reparadora e calmante da pele devido ao teor de vitaminas A e C. Esta característica é tão real que deu origem à expressão “pele de pêssego”.

Os pêssegos podem ser consumidos isoladamente ou incorporados em saladas (crus ou grelhados/assados), bruschettas, bolos e smoothies. Porém, a nutricionista alerta para o baixo interesse nutricional das “versões enlatadas com calda, uma vez que contêm açúcar adicionado e grande parte da fibra é descartada”.

Pode não parecer mas é um alimento muito versátil. Este fruto pode ser aproveitado na sua totalidade: desde as folhas às sementes do fruto. A infusão das folhas e sementes têm um efeito calmante enquanto as de flor de pessegueiro podem ser usadas como laxante suave ou para ajudar a eliminar parasitas, como as lombrigas.

O pêssego é apenas um dos muitos alimentos que devem ser incluídos na alimentação regularmente, de forma a manter uma dieta nutritiva e equilibrada. Se pretende eliminar o açúcar do sangue de forma natural e saudável descubra como a batata pode contribuir para esfsa eliminação. Já para manter uma aparência mais jovem e cuidada, saiba como o alho francês pode ser seu aliado. Se tem problemas com o sono, os kiwis e as cerejas podem ajudar.

Se quer evitar a prisão de ventre durante os meses quentes carregue na galeria para conhecer algumas receitas com pêssegos que pode experimentar.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT