Alimentação Saudável

Os piores iced teas à venda em Portugal (e que anda a beber com frequência)

É uma das bebidas mais consumidas, porém, existem versões que são uma verdadeira bomba de açúcar.
Uma das bebidas do verão.

Os iced teas são uma das bebidas mais consumidas em Portugal. Seja verão ou inverno, poucos conseguem resistir a um copo (ou vários) deste chá gelado. E tentar evitar este refrigerante não é tarefa fácil possível. Está por todo o lado: nos supermercados, nos cafés, nos restaurantes e até no cinema. Os três sabores mais comuns são limão, pêssego ou manga. Porém, independentemente do aroma escolhido, o problema é a quantidade de açúcar que ingerimos por cada lata ou copo desta bebida.

Os refrigerantes são os maiores inimigos tanto de quem está em processo de perda de peso, como de quem tenta controlar a quantidade de coisas doces que os miúdos consomem. E entre os mais novos, os iced teas são quase um vício e que se deteta facilmente. Da próxima vez que for almoçar ou jantar fora, olhe para as mesas à sua volta. Irá confirmar que muitos miúdos têm uma destas bebidas à frente. Segundo os últimos dados disponíveis, este refrigerante é um dos mais consumidos do País. Em 2019 quase 50 por cento da população nacional admite ter bebido iced tea nos últimos meses. Traduzindo por números, são quase 30 litros, por pessoa, por ano.

O chá gelado é bebido em todo o mundo especialmente nos dias quentes, por ser tão refrescante. No entanto, como lembra a nutricionista Bárbara de Almeida Araújo: “as formas comerciais destas bebidas são, geralmente, compostas por chá e aromas, com sumo natural de fruta (normalmente pêssego, limão ou manga) água, açúcar ou edulcorantes, extrato de chá preto e aditivos como reguladores de acidez”.

Se fosse só uma infusão de plantas tinha tudo para ser uma ótima opção, no entanto, de uma forma geral, o iced tea à venda nos hipermercados é rico em ingredientes pouco saudáveis. “Um copo de 250 mililitros tem cerca de 11,25 gramas de açúcar e, por isso, não é uma bebida aconselhável para o dia-a-dia“, alerta a especialista em nutrição. E não se deixe enganar pelas famosas versões zero por cento, porque contêm edulcorantes, “aditivos que não devemos consumir regularmente, apenas ocasionalmente”, como relembra a nutricionista.

Apesar da vontade que possa ter de o fazer, sabemos quem sempre há tempo ou disponibilidade para preparar estas bebidas. A opção mais frequente acaba por ser acrescentar uma garrafa ou pacote de iced tea ao carrinho do supermercado. Para o ajudar a fazer a melhor escolha nesta situação, a NiT fez um ranking com os piores chá gelados do mercado. No entanto, tenha atenção: “Alguns têm baixo valor calórico, mas estão carregados de adoçantes nada benéficos para a saúde”. Por isso, leia sempre os  rótulos.

Carregue na imagem para conhecer os piores iced teas à venda nos supermercados, da melhor opção até àquela que deve mesmo evitar.

Para quem gosta mesmo desta bebida e não dispensa o seu copo diário, a opção mais saudável é fazer o seu próprio chá gelado, garantindo assim uma bebida sem aditivos. Bárbara de Almeida  Araújo partilhou a sua receita com a NiT.

Do que precisa

— 1 litro de água
— 2 pêssegos
— hortelã a gosto
— gelo q.b.

Como se faz

No liquidificador bata o pêssego com a água. Parta o outro pêssego aos cubos e coloque no jarro juntamente com o preparado anterior. Adicione as folhas de hortelã a gosto e o gelo.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT