Alimentação Saudável

Sabe mesmo que quantidade de água deve beber por dia se quiser emagrecer?

A NiT perguntou à nutricionista Sónia Marcelo se existe uma resposta certa.
Leia tudo com atenção.

Ninguém tem dúvidas de que a água desempenha funções essenciais na nossa vida, desde o processo de digestão à regulação da temperatura corporal. Porém, ainda há muitas dúvidas sobre a quantidade diária que devemos ingerir, sobretudo se o objetivo for emagrecer ou controlar o peso. Há uma resposta certa? Foi isso que a NiT quis descobrir.

Primeiro, deve-se saber que uma pessoa adulta possui no seu corpo um percentual de 60 a 75 por cento de água. A quantidade no organismo humano varia em função da idade, do sexo e da quantidade de tecido adiposo de cada um.

“As mulheres têm uma quantidade menor de água do que os homens por possuírem maior quantidade de tecido adiposo. Com o envelhecimento também diminuímos a quantidade de água corporal”, diz à NiT a nutricionista Sónia Marcelo.

A especialista relembra que todos os dias existem perdas contínuas de água, seja pela transpiração, respiração ou pela urina. Por isso, a recomendação geral passa pela ingestão de 1,5 a dois litros de água por dia. Para se descobrir a quantidade exata, há muitos aspetos a ter em conta.

O primeiro destacado por Sónia Marcelo é o nível de atividade física. Ou seja, quanto mais intensa a atividade realizada, maior a quantidade de água necessária. 

Até o clima pode ter impacto: “Quem mora em cidades quentes precisa de mais água do que quem mora em locais mais frios. Também precisamos de mais água no verão, quando suamos mais e, portanto, perdemos mais água do que no inverno.”

Provavelmente, já ouviu falar do metabolismo e com razão, já que este faz toda a diferença — já partilhámos seis dicas para acelerar o metabolismo. “Quem tem um metabolismo mais acelerado necessita de mais água do quem tem o metabolismo mais lento”, explica.

Beba vários copos ao longo do dia.

O peso também tem influência — quanto maior o peso, maior a necessidade de água —, assim como o tipo de alimentação. É que quem ingere muito sal, vai precisar de mais água comparativamente com quem come mais frutas e verduras, que são alimentos ricos em água.

“O estado em geral pode fazer a diferença na quantidade de água ideal. Algumas condições físicas interferem na necessidade de ingestão, como episódios de febre, diarreia e vómitos, em que deverá aumentar o consumo de líquidos”, acrescenta.

Como é que se ingere esta quantidade de água por dia?

Se para algumas pessoas beber água é um dos atos mais fáceis, para outro grupo é um verdadeiro desafio. A especialista, que também é autora do blogue “Dicas de Uma Dietista”, sugere que se beba dois copos ao acordar, outros dois a meio da manhã, dois à tarde e dois copos de água à noite. Desta forma, consegue-se atingir os oito copos de água por dia e distribuí-los de forma equitativa.

“Lembre-se de que não deve beber a água toda de uma só vez, mas sim de forma repartida em pequenos goles para que possa estar sempre a fornecer água ao organismo e, de preferência, fora do período das refeições”, alerta.

Se, mesmo assim, não tem a certeza de que está a ingerir a quantidade ideal, Sónia Marcelo recorda que há uma forma fácil de perceber se está a atingir os objetivos. 

“Quando a urina é eliminada em grandes quantidades e tem uma cor clara, a quantidade de água é suficiente. Se, pelo contrário, a urina é eliminada em pequenas quantidades e tem uma cor escura, é necessário aumentar o consumo de água”, explica, acrescentando que esperar ter sede para beber já é um claro sinal de desidratação.

Para quem tem dificuldade em ingerir água na sua forma natural, a NiT tem cinco sugestões de bebidas hidratantes que, além deste aspeto, ajudam a perder peso. Carregue na galeria para descobri-las. 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT