Alimentação Saudável

Romã: a super fruta que contribui para evitar a obesidade e a diabetes

O outono é a época dela, apesar de não ser tão consumida como devia. Tem poucas calorias e elevado teor de fibra e vitamina C.
Esta super fruta é ideal para comer no outono.

A romã é característica do início do outono, mas em Portugal, não é uma das frutas mais consumidas. Deveria ser mais. Possui bastante interesse nutricional e pode ajudar a prevenir o aparecimento de doenças cardiovasculares, obesidade, diabetes e, quando aliada a um estilo de vida saudável, alguns tipos de cancro. É uma dos frutos mais antigos que se conhecem e tem cerca de 15 variedades distintas por todo o mundo.

Da próxima vez que for ao supermercado, a romã deve fazer parte da sua lista de compras. “A romã é uma fonte antioxidante com propriedades antimicrobianas, anti-inflamatórias e anti-hipertensivas”, destaca a Margarida Ribeiro, da equipa do blogue “Põe-te na Linha”. Além destes benefícios, apresenta ainda baixo valor energético, alto teor de fibra, potássio e vitamina C.

“A sua época inicia-se nos finais do mês de setembro e termina no início de dezembro — o período onde esta fruta é mais fresca, nutritiva e económica”, explica.

Não sabe como escolher a melhor romã? Para evitar que esteja demasiado madura (ou estragada), assegure-se de que a casca se encontra dura, sem manchas escuras, nem indícios de bolor e de que ao bater com dois dedos é produzido um som metálico. “No que diz respeito ao peso, dê preferência às que são mais pesadas, uma vez que terão mais sumo no seu interior”, aconselha Margarida.

Para a manter conservada durante algumas semanas, deverá armazená-la num local fresco e escuro. Se necessitar de prolongar o seu estado de conservação por mais tempos, retire os seus bagos e coloque-os num recipiente fechado no frigorífico ou no congelador.

Para conseguir preparar a romã mais facilmente, pressione-a entre a palma da mão e a bancada, em movimentos sucessivos de trás para a frente. Corte-a a meio e bata com uma colher na parte de trás das metades até os bagos caírem.

Para além do seu aspeto muito atrativo e colorido, a romã é muito versátil e adapta-se a inúmeras receitas. Pode consumi-la ao natural, em sumo, em bolos, em saladas, em molhos, ou simplesmente como acompanhamento do seu iogurte ou das suas papas de aveia.

Para tirar proveito deste superalimento, a NiT tem cinco receitas para experimentar. Carregue na galeria e tome nota.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT