Alimentação Saudável

Se odeia frutos cristalizados, a razão está do seu lado — têm 4 vezes mais calorias

Um exemplo assustador: 100 gramas de cerejas frescas correspondem a 67 calorias. Já as que encontramos no bolo-rei têm 326.
Se quer perder peso, evite-o.

Durante o resto do ano praticamente não se fabrica, mas no início de novembro, passa a fazer parte do dia a dia de muitos portugueses. Falamos, claro, do bolo-rei, uma especialidade típica da quadra natalícia pouco consensual. Uns adoram, outros odeiam.

O principal responsável por esta polarização é um tipo de ingrediente que não é bem o que parece — a fruta cristalizada. Apesar de serem frutos, não são, de todo, saudáveis. “São submetidos a um processo de remoção de água e depois estão em contacto com uma calda de açúcar em quantidades variáveis, dependendo do tipo de fruto”, explica à NiT a nutricionista Patrícia Cunha, da CUF do Porto.

Ao ser removida a água, os frutos ficam com um volume muito menor, ou seja, passam a concentrar num tamanho mais reduzido as mesmas calorias. E após o processo de cristalização, ficam também com um teor mais elevado de açúcar do que aquele o naturalmente presente nos frutos. “E o consumo excessivo de açúcar pode levar a excesso de peso, obesidade e desenvolvimento de diabetes tipo dois”, acrescenta.

Se for moderado, o consumo deste frutos pode ter alguns benefícios. Apesar de serem mais pequenos, continuam a ter os micronutrientes, à exceção da vitamina C, “que se perde durante a secagem”. Contudo, é sempre preferível consumir os frutos frescos, a não ser que pratique muito desporto. “Um atleta precisa de muita energia num curto período de tempo. Caso não tenha equipamento para refrigerar a fruta fresca, um punhado de frutos cristalizados pode ser um lanche útil”, aponta a nutricionista. São melhores do que um pacote de batatas fritas, por exemplo.

Os teores de nutrientes dos mesmos frutos frescos ou cristalizados são semelhantes. No entanto, há uma grande (e assustadora) diferença. “Os frutos cristalizados têm quatro vezes mais calorias do que os frescos”, alerta a nutricionista. Um exemplo: 100 gramas de cerejas correspondem a 67 calorias. A mesma quantidade de cerejas cristalizadas têm 326 calorias.

A nutricionista dá outros exemplos: 100 gramas de figos frescos passam de 78 calorias para 295 se estiverem cristalizados; e a mesma quantidade de peras (100 gramas) passam de 47 calorias para 285 (quando estão cristalizadas).

Comer bolo-rei não é a única tradição de dezembro. Na Passagem de Ano também é comum comermos 12 passas. Ou seja, nada mais, nada menos, que uvas também desidratadas. Depois de ter pedido os 12 desejos, terá ingerido 45 calorias. Se comesse 12 uvas frescas teria ingerido apenas 12 calorias.

O bolo-rainha também é bastante popular nesta altura acaba por ser uma boa alternativa, porque não contém as frutas cristalizadas. Como tem nozes e outros frutos secos, tem alguns benefícios, sendo o principal a diminuição do risco de desenvolver doenças cardiovasculares. Mas atenção: não exagere na quantidade porque também são bastante calóricos.

O açúcar é um dos adoçantes mais utilizados em Portugal, mas existem vários outros ingredientes que o podem substituir e são mais saudáveis. Carregue na galeria e conheça sete formas de adoçar a comida sem o utilizar.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT