Alimentação Saudável

O chá cheio de energia que virou tendência (e que já é usado em vez do café)

Com a ajuda da nutricionista Bárbara de Almeida Araújo, a NiT explica-lhe o que é este fenómeno chamado matcha.
mais cafeína

O chá verde matcha é tradicionalmente usado nas cerimónias tradicionais chinesas mas, mais recentemente ficou mais conhecido no ocidente principalmente por começar a aparecer em tudo, quer sejam bolos, bolachas, bebidas, lattes ou até mesmo gelados.

E ficou ainda mais conhecido quando Kourtney Kardashian se tornou fã incondicional deste chá, aumentando de imediato os produtos com matcha disponíveis nos Estados Unidos da América. No entanto, a moda já chegou a Portugal e já é possível comprar Chá Verde Matcha da Lipton, por exemplo.

Mas por que é que estamos a falar tanto do matcha? Porque pode ser uma alternativa saudável para substituir o café e conseguir energia durante mais tempo ao longo do dia.

Este chá é feito a partir das folhas de camellia sinensis, tal como o chá verde, no entanto a forma de cultivo é diferente. “A planta é protegida da exposição solar direta. Isto faz aumentar a produção de clorofila e o teor de aminoácidos, tornando a planta com uma coloração mais verde”, explica a nutricionista Bárbara de Almeida Araújo, fundadora do projeto Manias de Uma Dietista.

Em termos nutricionais, quando comparado com o chá verde, o matcha apresenta um teor de antioxidantes e cafeína superior. É por este motivo que muitas pessoas tentam substituir o café pelo chá de matcha, e a nutricionista explica que um café expresso tem cerca de 63mg de cafeína, enquanto que o chá de matcha tem entre 18.9 e 44.4mg (dependendo da quantidade).

No entanto a vantagem aparece agora, uma vez que “o café é conhecido por reduzir o sono e fadiga, dando um boost energético rápido, causando um pico, que ocorre  15 minutos após a sua ingestão. Já no matcha a absorção da cafeína é feita de forma mais gradual, mantendo-se mais ao longo do dia, além disso, contém um aminoácido (l-teanina) que reduz o stress e ansiedade”, explica Bárbara.

Assim sendo, o efeito energético do chá verde de matcha é mais duradouro e relaxante, sendo uma ótima opção para quem quer ganhar mais energia, mas diminuir o stress. Segundo a nutricionista não deve beber mais de duas chávenas deste chá por dia e a dose recomendada é de uma colher de chá de matcha diluída em 60ml de água quente.

Para quem quer fazer esta transição do café para o chá verde de matcha, Bárbara aconselha a optar pela versão orgânica, uma vez que não é produzida artificialmente e não tem a adição de compostos como fertilizantes, herbicidas ou pesticidas. 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT