Alimentação Saudável

Tem diabetes? Então precisa mesmo de começar a comer mirtilos

É delicioso e muito pouco calórico, por isso é a fruta ideal para toda a gente. Uma nutricionista explica tudo.
São pequenos mas poderosos.

São fáceis de fazer, consomem pouco tempo e a recompensa em termos nutricionais (e de sabor) é fantástica. Falamos-lhe, claro, dos smoothies que pode fazer a qualquer altura do dia — seja pela manhã ou antes de ir para o ginásio. Também temos a possibilidade de lhes dar o sabor que pretendemos. Sendo que as versões com fruta são bastante populares para quem pretende perder peso e não só.

No entanto, há uma pequena fruta que muitos acabam por ignorar e que não adicionam à rotina diária: os mirtilos. Um novo estudo realizado por investigadores da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, e publicado a 24 de novembro na revista científica “MDPI”, descobriu que o alimento pode ajudar a reduzir os níveis de açúcar no sangue e a contribuir para evitar diabetes. Segundo os cientistas, a fruta é rica em substâncias com propriedades antioxidantes, como os polifenóis, e tem um elevado poder anti-inflamatório graças às antocianinas, o pigmento que lhe dá a cor.

Além disso, os mirtilos são ricos em “vitamina C, B, magnésio e fibras”, explica Sónia Marcelo, autora do blogue “Dicas de Uma Dietista”. Tal como os investigadores de Maryland, a nutricionista destaca os antioxidantes, afirmando que “ajudam a proteger as nossas células dos radicais livres, do stress, da exposição, da poluição” e até de “alguns alimentos mais processados que comemos e que vão formando estes radicais livres no nosso organismo.”

Mas não se ficam só pelo combate à diabetes, visto que o consumo diário deste pequeno fruto também diminui a pressão arterial. É ainda um alimento essencial para o inverno, visto que as propriedades, oferecidas pela vitamina C podem-nos manter protegidos da gripe. “Dá um reforço ao nosso sistema imunitário”, acrescenta a nutricionista.

Já a vitamina B é bastante conhecida pelo seu papel fundamental na produção e regulação de energia no organismo, ajudando a manter a saúde da pele, do intestino, do sistema nervoso e do sistema imunológico.

Outros estudos, conta Sónia Marcelo, provam que pode ser uma arma útil no combate à demência, “porque ajuda ao funcionamento da memória.” O facto de serem ricos em fibra tornam-nos num auxiliar à regulação intestinal e dos níveis glicémicos. 

Os mirtilos também provam ser uma fruta ideal para quem quer perder peso, uma vez que 100 gramas apenas contêm, no máximo, 30 calorias. A sua versatilidade é comprovada nos pratos onde podem ser usados. Já referimos os batidos, mas também combinam perfeitamente com panquecas, como um aditivo nos iogurtes ou simplesmente como um snack para irmos petiscando ao longo do dia.

Carregue na galeria para descobrir algumas smoothie bowls que pode facilmente fazer em casa — uma delas inclui o mirtilo como ingrediente-chave.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT